Julgamento do mensalão

Brasil João Paulo Cunha renuncia ao mandato na Câmara

João Paulo Cunha renuncia ao mandato na Câmara

Preso na Papuda desde o início da semana, petista entrega cargo de deputado federal

  • Brasil | Do R7, em Brasília

Carta de renúncia será lida em plenário na próxima segunda-feira

Carta de renúncia será lida em plenário na próxima segunda-feira

Agência Estado

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) entregou, nesta sexta-feira (7), sua carta de renúncia à Câmara dos Deputados.

Condenado no processo do mensalão, Cunha está preso no complexo penitenciário da Papuda desde a última terça-feira (4). Ele chegou a pedir autorização para a Justiça para continuar exercendo seu mandato durante o dia, voltando para dormir na cadeia, mas resolveu desisitir do cargo.

De acordo com informações da Câmara dos Deputados, a carta de renúncia será lida em plenário na próxima segunda-feira (10).

Leia mais notícias no R7

A Mesa Diretora da Casa havia marcado para a próxima quarta-feira (12) a reunião para discutir o processo de perda de mandato de Cunha. A oposição chegou a defender a cassação automática, alegando que ele não teria  condições de exercer as funções de deputado estando preso.

Antes de qualquer decisão dos colegas, João Paulo Cunha se antecipou e entregou o mandato, desistindo da cadeira na Câmara dos Deputados.

"É com a consciência do dever cumprido e baseado nos preceitos da Constituição Federal e no Regimento Interno da Câmara dos Deputados que eu RENÚNCIO ao meu mandato de deputado federal", escreveu o petista na carta entregue à Mesa Diretora da Câmara.

Últimas