Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Polícia da Espanha busca suspeitos depois de frustrar novo atentado

Agentes matam 5 em Cambrils e buscam condutor da van de Barcelona

Brasil|Do R7, com agências internacionais

Polícia científica procura pistas após atropelamento em Barcelona
Polícia científica procura pistas após atropelamento em Barcelona Polícia científica procura pistas após atropelamento em Barcelona

As autoridades espanholas montaram uma grande operação antiterrorista nesta sexta-feira (18) a fim de evitar novos ataques na região da Catalunha. Para a polícia local, o atentado em Barcelona faz parte de uma série de múltiplos ataques simultâneos.

Os agentes tentam capturar o motorista que ziguezagueou uma van pelas Ramblas, um dos principais pontos turísticos de Barcelona, ontem. Ele deixou 13 mortos e mais de 100 feridos — sendo 15 com gravidade. O Estado Islâmico reivindicou o atentado.

Até agora, ainda não está claro quantas pessoas estão envolvidas com o atropelamento na capital da Catalunha. Na ocasião, o criminoso que dirigia a cerca de 80 km/h arremessou pedestres e ciclistas e deixou um rastro de destruição.

Além de Barcelona, também foram registrados casos relacionados ontem à noite em Cambrils, cidade turística a 117 km de Barcelona, e em Alcanar, município a 202 km da capital da Catalunha, na última quarta-feira (16).

Publicidade

Na madrugada de sexta-feira, noite de quinta-feira no Brasil, a polícia catalã (Mossos d'Esquadra) detectou uma nova célula terrorista em Cambrils e abateu cinco suspeitos. Quatro estavam em um carro e usavam cintos com explosivos. Um quinto caminhava a pé e também fazia parte do grupo, segundo as autoridades catalãs.

Antes disso, porém, os suspeitos conseguiram avançar com o carro contra um grupo de civis. Seis pessoas e um policial foram atingidos e ficaram feridos — nenhum com gravidade.

Publicidade

A polícia espanhola também associou uma explosão na última quarta-feira ao atentado de Barcelona. O caso ocorreu na localidade de Alcanar e destruiu uma casa, deixando uma pessoa morta e sete feridas.

A residência estava cheia de garrafas de propano e butano, conforme o jornal espanhol El País. A polícia catalã informou que as pessoas que estavam no local supostamente preparavam explosivos.

Publicidade

Espanha no Iraque

A agência de notícias Amaq, ligada ao Estado Islâmico, disse: “Os autores do ataque em Barcelona são soldados do Estado Islâmico e executaram a operação para chamar a atenção dos países da coalizão”. É uma referência à coalizão liderada pelos Estados Unidos contra o grupo.

A Espanha tem centenas de soldados no Iraque para treinar as forças locais a combater o Estado Islâmico, mas os militares não estão envolvidos em operações no fronte de guerra.

Se o envolvimento de militantes islâmicos for realmente confirmado, seria o mais recente de uma série de ataques realizados nos últimos 13 meses em que os suspeitos usaram veículos para fazer uma carnificina em ruas de cidades europeias.

Esse modo de atacar — brutal, mortífero e muito difícil de ser prevenido — matou mais de 100 pessoas em Nice (França), Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra) e Estocolmo (Suécia).

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.