Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Romantização da maternidade é tema do Estúdio News deste sábado (13)

Compartilhar as experiências ajuda não só as mães, mas a todos que participam da vida de uma criança

Brasil|Do R7

Falar sobre a realidade da maternidade se tornou mais comum nos últimos anos. O acesso à informação e o diálogo sobre o tema abrem espaço para que as mães possam se sentir abraçadas e compreendidas.

Compartilhar as experiências ajuda não só as mães, mas a todos que participam da vida de uma criança. Se informar, ler sobre o assunto, ouvir relatos de outras mães e entender que nem sempre as coisas irão funcionar como o idealizado, ajudam a evitar frustações.

Thais Vilarinho e Carlos Moraes
Thais Vilarinho e Carlos Moraes Thais Vilarinho e Carlos Moraes

A escritora Thais Vilarinho, autora do “Mãe Fora da Caixa”, obra que já virou peça teatral, diz que antes de falarmos dessa quebra de perfeição, a frustação era muito maior.

“Falar o que a gente sente e o que acontece de verdade, ajuda a entender todas as coisas que podem acontecer. Achar que temos o controle de tudo, desde a gravidez, cai por terra, além de muitas outras coisas que acontecem depois que o bebê chega. Dizer que seu filho nunca vai dar chilique, nunca vai comer doce, assistir televisão, dormir na minha cama, não é algo previsível”, destaca Thais.

Publicidade

Carlos Moraes, ginecologista e obstetra da Santa Casa/SP, conta que muitas vezes já atendeu pacientes que buscam uma perfeição na maternidade que não existe.

“A experiência de cada mãe é diferente e muitas vezes percebo que essas gestantes tentam se espelhar em alguns exemplos, algumas situações que não estão na realidade delas, precisa ter um pouco de bom senso para entender. A experiência prática, na teoria parece um pouco mais fácil estipular, por exemplo, que seu filho não vai dar chilique, mas na prática há uma dificuldade de as coisas saírem como os casais planejam”, ressalta o médico.

Publicidade

O ginecologista pontua que há uma ansiedade muito grande desde o pré-natal ao nascimento.

“No pré-natal ela está ansiosa com o parto, nasce a criança, está tudo bem, e no minuto seguinte ela já fica ansiosa com a amamentação. Com calma e orientação do obstetra nas visitas de acompanhamento, há oportunidade para esclarecer os cuidados com o recém-nascido e a própria paciente”, explica Carlos.

Publicidade

Com as mudanças na rotina e o tempo de adaptação para esse novo momento na vida da mulher, o autocuidado acaba sendo deixado de lado pela grande maioria. Porém, olhar para si mesma é importante para que ela não perca sua identidade, bem como para a saúde da família como um todo.

“Ter um tempo para si, toda essa relação de autocuidado, ter um tempo para um banho tranquilo, por exemplo, pequenas coisas para esse retorno, digamos assim, é essencial para essa mulher que não pode de maneira nenhuma desaparecer, completa Thais.

O Estúdio News vai ao ar aos sábados, às 22h30. A Record News é sintonizada pelos canais de TV fechada 55 Vivo TV, 78 Net, 32 Oi TV, 14 Claro, 19 Sky e 134 GVT, além do canal 42.1 em São Paulo e demais canais da TV aberta em todo o Brasil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.