Temer confirma reserva de avião da FAB exclusivo para transporte de órgãos

Receptor também será levado até o doador, e Ministério da Saúde poderá pedir aeronave extra

Temer confirma reserva de avião da FAB exclusivo para transporte de órgãos

Avião da FAB ficará à disposição de médicos para transportar órgãos

Avião da FAB ficará à disposição de médicos para transportar órgãos

Agência da Força Aérea/Divulgação

O presidente interino Michel Temer reservou um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) exclusivo para fazer o transporte de órgãos, tecidos e partes do corpo humano até o local do transplante.

Os receptores também poderão ser transportados até o doador. A decisão está em decreto publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (7).

O Ministério da Saúde poderá pedir aeronaves extras, caso necessário, mas, neste caso, a oferta do serviço está sujeita à disponibilidade operacional da FAB.

Leia mais notícias de Brasil e Política

Se os médicos entenderem ser mais seguro levar os receptores até os doadores de órgãos, eles poderão ser acompanhados por “profissionais de saúde, por familiares ou por outras pessoas por ele indicadas, desde que existam condições operacionais".

Ontem, Temer já havia anunciado a reserva de um avião para tal finalidade. Foi uma resposta a uma reportagem do jornal O Globo, que apontou que, por falta de recursos, a Aeronáutica deixou de transportar quase mil órgãos em cinco anos.

— Eu acabei de assinar um decreto que será publicado amanhã onde se termina à Aeronáutica que se mantenha permanentemente um avião no solo à disposição para qualquer chamado para o transporte desses órgãos. Ou ainda, se for para transportar aquele paciente para o local onde está o órgão ou o tecido, que assim também se faça.

A decisão de Temer, publicada hoje no Diário Oficial da União, entra em vigor imediatamente.