Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Apenas 14,6% da população do DF tomou a vacina bivalente contra a Covid-19

Ampliação do público-alvo completa um mês nesta quinta-feira; menor índice foi observado na faixa etária de 18 a 19 anos

Brasília|Rafaela Soares, do R7, em Brasília

DF tem cobertura baixa da vacina bivalente
DF tem cobertura baixa da vacina bivalente DF tem cobertura baixa da vacina bivalente

Apenas 14,6% da população do Distrito Federal recebeu a vacina bivalente contra a Covid-19, segundo a Secretaria de Saúde. Os números consideram todas as aplicações feitas até essa terça-feira (23) e mostram que as faixas etárias mais novas, de 18 a 49 anos, são as que menos compareceram aos postos de saúde. A aplicação da vacina em pessoas com mais de 18 anos completa um mês nesta quinta-feira (25).

Com uma cobertura vacinal de apenas 4,7%, os moradores de 18 a 19 anos foram os que menos procuraram os postos, seguidos pelos de 20 a 29 anos e 30 a 39 anos. A população acima de 60 anos apresenta os maiores índices porque a aplicação estava disponível no mês de março.

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

O médico infectologista Hemerson Luz ressalta que a vacina bivalente proporciona um importante reforço da imunidade contra a Covid-19, pois protege contra a cepa original e contra as subvariantes da Ômicron. "Ela diminui a possibilidade de quadros graves principalmente das pessoas dos grupos de risco e controla a circulação do vírus, protegendo ainda mais as pessoas mais vulneráveis", explica.

Confira as taxas de cobertura por faixa etária na capital federal:

Publicidade

• 18 a 19 anos — 4,7%

• 20 a 29 anos — 6,9%

Publicidade

• 30 a 39 anos — 8,6%

• 40 a 49 anos — 10,5%

• 50 a 59 anos — 16,1%

• 60 a 69 anos — 34,7%

• 70 a 79 anos — 43,2%

• 70 a 79 anos — 43,2%

• 80 ou + anos — 49,4%

• Total do DF — 14,6%

Segundo a gerente da Rede de Frio Central da Secretaria de Saúde do DF, Tereza Luiza Pereira, os índices estão abaixo das expectativas da pasta. "Com o aumento da circulação de vírus respiratórios, dentre eles a Covid-19, a vacinação se torna a forma mais eficaz para prevenir casos graves e óbitos pela doença", afirma.

Para tomar a vacina bivalente, o paciente deve esperar quatro meses da última dose tomada. Quem não tiver recebido a primeira ou a segunda dose terá que iniciar o esquema vacinal com a dose monovalente, também disponível em unidades básicas de saúde. Para se vacinar, é necessário levar documento de identificação e, se possível, o cartão de vacina onde constem as doses já recebidas contra a Covid-19. Você pode conferir a unidade de saúde mais próxima de você aqui.

Confira os grupos que podem receber a dose bivalente:

• Pessoas com 18 anos ou mais; 

• Moradores de instituição de longa permanência com 12 anos ou mais;

• Pessoas imunocomprometidas, também a partir dos 12 anos (precisam levar laudo ou relatório médico comprobatório);

• Gestantes e puérperas, inclusive as menores de 18 anos.

Até o dia 21 de maio, o DF tinha 907.556 casos confirmados de Covid-19 — sendo 1.294 ativos, 11.859 mortes e 894.403 pessoas recuperadas. A taxa de transmissão está em 0,98 e o DF registra 844 novos casos por dia.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.