Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Tarado do barco' armazenava 4 mil arquivos de pedofilia, diz polícia

Jacson dos Anjos teve a prisão temporária convertida em preventiva; também vai responder pelos crimes de armazenamento e pornografia infantil

Balanço Geral DF|

O homem investigado por estupro de vulnerável, cometido durante passeios com lancha no Lago Paranoá, teve a prisão temporária convertida em preventiva. Jacson dos Anjos de Oliveira ficou conhecido como “tarado do barco”, após denúncia de que ele teria tocado partes íntimas de crianças em passeios com embarcações. Um laudo pericial revelou que o investigado tinha mais de quatro mil arquivos de pedofilia no celular. Por isso, Jacson também vai responder pelos crimes de armazenamento e difusão de pornografia infantil, com base no estatuto da criança e do adolescente.

VEJA TAMBÉM:

Professora leva crianças da Estrutural ao cinema

Casal é preso em flagrante por tráfico de drogas em Valparaíso

Serpro lança concurso com 602 vagas para analista

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.