Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Bilhete foi 'isca' para atrair família carbonizada para chácara; veja

Mensagem encontrada pela Polícia Civil foi escrita para Thiago Gabriel, esposo da cabeleireira Elizamar, que foi morta carbonizada

Brasília|Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Documentos encontrados com suspeitos de chacina de família no Distrito Federal
Documentos encontrados com suspeitos de chacina de família no Distrito Federal Documentos encontrados com suspeitos de chacina de família no Distrito Federal

O delegado da Polícia Civil do DF Ricardo Viana, responsável pelo caso da família carbonizada no Distrito Federal, disse que um bilhete atraiu os familiares da cabeleireira Elizamar da Silva para uma chácara, onde teria começado a chacina. 

A mensagem foi encontrada pela polícia durante as investigações. Segundo o delegado, o recado foi deixado para Thiago Gabriel, esposo de Elizamar. Na mensagem, um dos suspeitos pede a ele que vá até o local acompanhado da esposa e dos três filhos.

Veja a mensagem: 

Bilhete para Thiago Gabriel, esposo da cabeleireira Elizamar da Silva
Bilhete para Thiago Gabriel, esposo da cabeleireira Elizamar da Silva Bilhete para Thiago Gabriel, esposo da cabeleireira Elizamar da Silva

"Chefe, como está seu dia? Vou precisar de ajuda urgente. Thiago, tem como você vir na chácara que vou explicar o que aconteceu. Se puder vir hoje com a Liza [Elizamar] e os meninos", diz a mensagem. A polícia também encontrou folhas de caderno com anotações dos nomes das vítimas, contas bancárias e senhas com os suspeitos. 

Publicidade

Os suspeitos disseram aos policiais que a chácara fica no Paranoá (DF). Elizamar e os filhos foram amarrados e levados para fora do Distrito Federal, e na rodovia a mulher e os filhos foram sufocados e depois queimados dentro do carro da família, segundo o depoimento dos suspeitos à polícia. 

Leia também: novas imagens mostram carro de uma das vítimas deixando cativeiro

Publicidade

Corpos identificados

Cinco corpos de familiares desaparecidos foram identificados na última quinta-feira (19). São os de Elizamar da Silva, de três filhos seus e de Marcos Antônio, sogro da cabeleireira.

O corpo de Marcos Antônio foi encontrado na última quarta-feira (18) em um terreno onde parte das vítimas estava sendo mantida em cárcere privado. De acordo com a polícia, o sogro da cabeleireira foi esquartejado e enterrado em um lote localizado em Planaltina, no Distrito Federal.

Publicidade

Com a confirmação da identidade das vítimas, a polícia ainda trabalha com o desaparecimento de mais cinco pessoas da família. Outros dois corpos, encontrados em Unaí (MG), aguardam identificação. Confira a lista:

Thiago Gabriel, 30 anos (marido de Elizamar);

 Renata Belchior, 52 anos (mãe de Thiago);

• Gabriela Belchior, 25 anos (irmã de Thiago);

• Cláudia Regina (ex-esposa de Marcos); e

• Ana Beatriz Marques (filha de Marcos com Cláudia).

A Polícia Civil batizou a investigação de Operação Inominada devido à complexidade e brutalidade do caso. "Por ser uma tragédia complexa, com muitos envolvidos e que chocou a população do DF e do Brasil, não foi possível definir um nome específico, por isso adotamos o termo Inominada", afirma o delegado Ricardo Viana.

*Estagiária, sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.