Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Brasília recebe mostra em homenagem ao cineasta baiano Geraldo Sarno

Serão exibidos 26 filmes no CCBB de 23 de maio até 11 de junho; diretor de cinema morreu em 2022 por covid-19

Brasília|Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Obras do cineasta Geraldo Sarno são exibidas em Brasília
Obras do cineasta Geraldo Sarno são exibidas em Brasília Obras do cineasta Geraldo Sarno são exibidas em Brasília

O Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília recebe a Retrospectiva Geraldo Sarno com 26 obras do cineasta baiano, considerado uma das referências do cinema brasileiro moderno. A programação começa nesta terça-feira (23) e continua até 11 de junho. Geraldo Sarno morreu aos 83 anos, em fevereiro de 2022, vítima da Covid-19.

A mostra terá nove longas, cinco médias e 12 curtas-metragens, dos gêneros de documentário e ficção. Além da exibição dos filmes, a programação terá dois debates sobre as obras do artista, nos dias 27 de maio e 3 de junho. Um catálogo com um acervo de escritos, fotografias e arquivos de Geraldo Sarno também será lançado durante o evento. A Retrospectiva Geraldo Sarno tem curadoria de Ewerton Belico e Leonardo Amaral, e os ingressos custam a partir de R$ 5. Clique aqui para mais informações.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Publicidade

Em 2008, o diretor e roteirista recebeu o prêmio de melhor direção no Festival de Brasília, com o filme “Tudo Isto me Parece um Sonho”, que conta a história do general pernambucano Ignácio Abreu e Lima, que participou da batalha da libertação da Colômbia, Venezuela e Peru, da Coroa Espanhola no século 19.

O cineasta Geraldo Sarno

O diretor e roteirista baiano teve uma carreira de cinco décadas, retratando a herança cultural e espiritual afro-brasileira, a literatura de cordel, os santeiros, a memória do cangaço, o artesanato e outras tradições brasileiras. Geraldo Sarno fez parte do projeto Caravana Farkas, para realização documental capitaneado entre o final dos anos 1960 e começo dos anos 1970.

Publicidade

Segundo levantamento do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), o interesse de Sarno pelo cinema surgiu nas sessões que frequentava em sua cidade. Durante uma viagem a Cuba, em 1962, o artista resolveu estudar cinema, deixando uma recém formatura em direito e aprovação no concurso público no Tribunal Regional do Trabalho de Salvador.

Em 23 de fevereiro de 2022, o cineasta morreu aos 83 anos, devido complicações da Covid-19. Ele estava internado no Hospital Copa D’Or, em Copacabana, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela unidade de saúde.

Publicidade

Serviço

Retrospectiva Geraldo Sarno

Quando: 23/05 a 11/06 

Publicidade

Horário: Consultar programação

Onde: Centro Cultural Banco do Brasil

Valor: a partir de R$ 5

Clique aqui para saber mais

*Sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.