Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Cappelli toma posse como presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial

Autoridade foi secretário-executivo do Ministério da Justiça e interventor federal na segurança pública do Distrito Federal

Brasília|Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Cappelli toma posse como presidente da ABDI
Cappelli toma posse como presidente da ABDI Cappelli toma posse como presidente da ABDI (Valter Campanato/Agência Brasil)

O ex-secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública Ricardo Cappelli tomou posse como presidente da ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), em cerimônia realizada nesta quinta-feira (22), no Ministério do Planejamento e Orçamento, em Brasília.

A ABDI é ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços e tem como objetivo estimular a transformação digital e a adoção e difusão de tecnologias e de novos modelos de negócios no setor produtivo, em empresas, indústria ou serviços. Cappelli é o braço-direito do ex-ministro da Justiça Flávio Dino - que será empossado na tarde desta quinta como ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) - e ganhou prestígio por sua atuação como interventor federal na segurança pública do Distrito Federal depois dos atos extremistas do 8 de Janeiro.

Em seu discurso, Cappelli agradeceu ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelas missões dadas até o momento (secretário-executivo da Justiça, interventor federal na segurança pública no Distrito Federal, ministro interino do Gabinete de Segurança Institucional e ABDI). 

"Estou muito honrado em me somar a esse time. Tenha em mim, vice-presidente [se dirigindo a Geraldo Alckmin, vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços], um bom soldado, pronto para o bom combate pelo país. Um soldado leal e pronto para o bom combate pelo país" afirmou.

Publicidade

"Não tem nada mais importante neste momento do que fazer o país a voltar a se desenvolver, gerar emprego de qualidade, porque é isso que vai fazer as pessoas acreditarem que a democracia melhora a vida delas. Quando a democracia se mostra incapaz de melhorar, as pessoas deixam de acreditar. E é isso que a gente tem que entregar neste país", completou Cappelli.

Leia também

Participaram da cerimônia Geraldo Alckmin, o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante, e as ministras Simone Tebet (Planejamento e Orçamento), Esther Dweck (Gestão e da Inovação em Serviços Públicos) e Luciana Santos (Ciência, Tecnologia e Inovação). 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.