Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Mulher será indenizada por policial após ser baleada por engano

A corporação informou que o servidor está em trabalho administrativo

Cidade Alerta DF|

Um policial civil que matou um PM a tiros após esbarrão em uma boate vai ter que pagar R$ 75 mil a uma mulher que estava no local. Ela não tinha nada a ver com discussão e acabou sendo baleada também. O caso aconteceu em 2019. A corporação informou que o servidor está em trabalho administrativo e sem porte de arma. Andressani de Oliveira Sales deu detalhes sobre o caso e contou que tem a bala alojada na perna até hoje.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.