Brasília Com alta procura, antigripais estão em falta nas farmácias do DF

Com alta procura, antigripais estão em falta nas farmácias do DF

Surto elevou busca por produtos, que foram repostos pela última vez em 10/12; nova remessa deve chegar no dia 20, diz sindicato

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Paciente trata doença respiratória; surto de gripe elevou busca por remédios

Paciente trata doença respiratória; surto de gripe elevou busca por remédios

Record TV/Reprodução

O surto de gripe no período de férias pegou farmácias e fornecedoras de medicamentos desprevenidas no Distrito Federal. Pela alta procura inesperada por remédios para combater a síndrome gripal, alguns estabelecimentos têm estoques baixos e falta de produtos. Devido ao recesso das indústrias farmacêuticas, as farmácias do DF receberam as últimas remessas das mercadorias em 10 de dezembro passado.

Segundo o presidente do Sincofarma (Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos) do DF, Francisco Messias Vasconcelos, muitas pessoas procuram o hospital, mas por não conseguirem atendimento, em razão da alta demanda, recorrem às drogarias para ter acesso à medicação adequada.

“Estamos buscando abastecer as farmácias. A maioria das indústrias antecipou a volta do recesso para poder retomar a produção para a população”, destaca Vasconcelos. A previsão do Sincofarma é que uma nova remessa de medicamentos seja disponibilizada no próximo dia 20 de janeiro.

“As medicações estão realmente em falta, apesar de as indústrias estarem trabalhando diariamente”, afirma o presidente do sindicato. O estoque de remédios do DF vem de São Paulo e das cidades goianas de Goiânia e Anápolis.

Com a alta demanda, o preço dos antigripais tem subido. Vasconcelos diz que as farmácias não realizaram reajuste dos valores e seguem um preço tabelado, mas, com o retorno antecipado da produção, as indústrias diminuíram o valor de desconto repassado aos compradores.

“A indústria passava um desconto maior para as farmácias, e nós repassávamos o desconto proporcional para o cliente. Com a indústria tirando esse desconto, aumenta o preço para o comércio, e consequentemente para o cliente”, explica.

Entre os remédios mais procurados para combater o surto de gripe, estão os antigripais e os xaropes para tosse. Apesar da população recorrer às farmácias para conseguir tratamento, remédios como antibióticos só podem ser vendidos sob prescrição médica.

A campanha de vacinação contra a gripe no DF, iniciada em 2021, continua enquanto durar o estoque. Segundo a Secretaria de Saúde, todos os anos o Ministério da Saúde envia doses a todos os estados. A etapa de vacinação para 2022 está prevista para ter início entre março e abril. 

*Estagiária, sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas