Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Em meio à crise de dengue, Ibaneis anuncia que vai contratar 200 médicos temporários no DF

Governador afirmou que também serão chamados 180 técnicos de enfermagem; medida foi anunciada nesta quarta-feira

Brasília|Edis Henrique Peres, do R7, em Brasília

Anúncio foi feito nesta quarta-feira
Anúncio foi feito nesta quarta-feira Anúncio foi feito nesta quarta-feira (Renato Alves/Agência Brasília — Arquivo)

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, anunciou nesta quarta-feira (21) que vai contratar cerca de 200 médicos temporários para reforçar o atendimento a saúde em meio à crise de casos de dengue. Segundo Ibaneis, também serão chamados 180 técnicos de enfermagem (efetivos), 156 enfermeiros (efetivos), 115 agentes comunitários (efetivos) e 90 médicos especialistas (efetivos).

O anúncio foi feito durante lançamento de mobilização nacional contra a dengue nas escolas, medida adotada em parceria entre Ministério da Saúde e da Educação.

Dengue no DF

Em menos de dois meses, o Distrito Federal registrou 81,4 mil casos prováveis de dengue e 38 mortes pela doença, com outras 72 sob investigação da Secretaria de Saúde. Em boletim divulgado na última terça-feira (20), o governo informa que 1,3 mil pessoas tiveram a doença com sinais de alarme, sendo 67 considerados casos graves. Em relação ao ano passado, o aumento ultrapassa 1.300%.

O DF registra 12% dos casos da doença do Brasil e a maior taxa de incidência, com 2.814 casos por 100 mil habitantes, de acordo com o Ministério da Saúde. A capital e outras unidades da federação já iniciaram a vacinação de crianças entre 10 e 11 anos contra a dengue. A expectativa é que 5 milhões de doses sejam entregues para 521 municípios (que apresentam alta incidência de contaminação, com mais de 100 mil habitantes e com predominância da dengue tipo 2).

Publicidade

Segundo o painel InfoSaúde da Secretaria de Saúde, desde janeiro foram computados 167 mil atendimentos na rede pública do DF por suspeitas de dengue, incluindo atendimentos emergenciais e na atenção primária. Foram 111 mil testes rápidos e 29 mil exames de identificação realizados.

Como combater o mosquito:

Publicidade

- Tampe caixas d’água, ralos e pias;

- Higienize bebedouros de animais de estimação;

Publicidade

- Descarte pneus velhos junto ao serviço de limpeza urbana. Caso precise guardá-los, mantenha-os em local coberto, protegidos do contato com a água;

- Retire a água acumulada da bandeja externa da geladeira e bebedouros e lave-os com água e sabão;

- Limpe as calhas e a laje da sua casa e coloque areia nos cacos de vidro de muros que possam acumular água;

- Coloque areia nos vasos de plantas;

- Amarre bem os sacos de lixo e não descarte resíduos sólidos em terrenos abandonados ou na rua;

- Faça uma inspeção em casa pelo menos uma vez por semana para encontrar possíveis focos de larvas;

- Sempre que possível, faça uso de repelentes e instale telas, especialmente nas regiões com maior registro de casos; e

- Receba bem os agentes comunitários de saúde e de controle de endemias.

Fique atento aos sintomas:

Em caso de febre, dor de cabeça, dores atrás dos olhos ou no corpo, náuseas e manchas na pele, procure imediatamente a unidade básica de Saúde mais próxima de sua casa. E não faça uso de medicamentos sem conhecimento médico. Em caso de dengue, o uso inadequado de certos remédios pode agravar o quadro de saúde.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.