Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Litro da gasolina pode chegar a R$ 8 no DF a partir desta sexta-feira (11)

Alta de 18% na gasolina e de 25% no diesel ocorre em meio à crise do petróleo causada pela guerra da Rússia com a Ucrânia

Brasília|Hellen Leite, do R7, em Brasília

Postos de combustíveis comprarão gasolina com reajuste de 18% a partir desta sexta (11)
Postos de combustíveis comprarão gasolina com reajuste de 18% a partir desta sexta (11) Postos de combustíveis comprarão gasolina com reajuste de 18% a partir desta sexta (11)

O preço da gasolina vai pesar ainda mais no bolso dos brasilienses a partir desta sexta-feira (11). Segundo o Sindicombustíveis, o reajuste de 18% no valor do combustível, anunciado pela Petrobras nesta quinta-feira (10), representa um aumento de R$ 0,45 das distribuidoras para os postos. Já o diesel, cujo preço subiu 25%, vai ficar R$ 0,90 mais caro no DF.

"Sendo assim, a partir de amanhã os postos vão comprar com esse aumento. Cada revendedor decide quando e quanto vai repassar ao consumidor", informou o sindicato. Isso significa que, nos próximos dias, a gasolina pode chegar perto dos R$ 8.

Leia também: 'Só maluco congela preço', diz Guedes sobre combustíveis

Atualmente, de acordo com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), o preço médio do litro da gasolina comum no DF, na semana de 27 de fevereiro a 5 de março, é de R$ 6,791. No entanto, em alguns postos o combustível é vendido por até R$ 7,049. Já o índice de preços Gaspass, um monitoramento de preços de combustíveis em tempo real, indica que em alguns postos do DF a gasolina é vendida por até R$ 7,599.

Publicidade

"É preciso entender que a guerra da Rússia com a Ucrânia vem provocando esses aumentos do mercado internacional, não é apenas o custo do barril do petróleo, mas também dos derivados, como no caso da gasolina e diesel", detalha Paulo Tavares, presidente do Sindicombustíveis.

O aumento representa praticamente 10% do preço da gasolina na bomba. "Esse aumento vai chegar ao consumidor porque é muito grande. Levando em conta que o lucro médio de um posto de gasolina no DF é em torno de 7%, é improvável que o revendedor absorva esse reajuste", comenta.

Publicidade

Leia também: Petrobras anuncia reajuste de 18% na gasolina e 25% no diesel; GLP também fica mais caro

A Petrobras anunciou o reajuste nesta quinta-feira (10) em meio à escalada do preço do barril do petróleo devido à guerra na Ucrânia e às consequentes sanções contra a Rússia. "Após 57 dias sem reajustes, a partir de 11/3/2022, a Petrobras fará ajustes nos seus preços de venda de gasolina e diesel para as distribuidoras", informou a estatal.

Publicidade

A partir desta sexta-feira (11), o preço médio de venda da gasolina às distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, alta de 24,9%.

Também aumenta o GLP, que segundo a empresa teve o último ajuste em 9 de outubro de 2021. O preço médio do quilo, que era de R$ 3,86, passará a ser R$ 4,48, o equivalente a R$ 58,21 por 13 kg.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.