Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Marinha envia oxigênio ao Amapá em meio a surto de síndromes gripais

O estado está enfrentando um surto de síndromes respiratórias, que tem afetado, principalmente, crianças de até 6 anos

Brasília|Do R7, em Brasília, com informações da Agência Estado

32.695 m³ de oxigênio devem chegar ao Amapá em 48 horas
32.695 m³ de oxigênio devem chegar ao Amapá em 48 horas 32.695 m³ de oxigênio devem chegar ao Amapá em 48 horas

A Marinha enviou, neste domingo (21), dois tanques de oxigênio ao Amapá. O estado vive um surto de síndrome gripal e síndrome respiratória aguda grave (SRAG) e declarou, recentemente, situação de emergência na saúde pública. Casos de bronquiolite, gripe e Covid-19 estão apresentando complicações e têm afetado, principalmente, crianças de até 6 anos. Já foram registradas quatro mortes.

A Marinha está transportando 32.695 m³ de oxigênio gasoso. O navio de apoio oceânico Iguatemi partiu por volta das 2 da madrugada deste domingo (21) da Base Naval de Val de Cães, em Belém (PA), com destino a Santana (AP). A carga está armazenada em dois tanques criogênicos. A previsão é que o deslocamento dure aproximadamente 48 horas.

Além do reforço em oxigênio, o navio está levando equipamentos hospitalares, que incluem um vaporizador atmosférico e um misturador de ar medicinal.

• Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Publicidade

• Compartilhe esta notícia no Telegram

Entre janeiro e maio deste ano, houve um aumento de mais de 108% nas internações de crianças com síndromes gripais. Na última quinta-feira(18), o governador do Amapá, Clécio Luís, e a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli, estiveram no Hospital da Criança e do Adolescente (HCA) para entregar 94 novos leitos, entre clínicos e de terapia intensiva (UTI). Com isso, cerca de 50 crianças que estavam "internadas" no corredor do Pronto Atendimento Infantil (PAI) puderam ser transferidas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.