Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Mourão ironiza valor para reajuste de servidores: 'R$ 0,10 para cada um?'

Presidente Bolsonaro sancionou o Orçamento de 2022 com previsão de R$ 1,7 bilhão para reajuste salarial de servidores

Brasília|Sarah Teófilo, do R7, e Bia Gurgel, da Record TV

Vice-presidente Hamilton Mourão
Vice-presidente Hamilton Mourão Vice-presidente Hamilton Mourão

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), voltou a dizer que o espaço fiscal reservado para conceder reajuste salarial aos servidores da União é pequeno. O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou na última sexta-feira (21) o Orçamento de 2022 prevendo R$ 1,7 bilhão para reajustar o salário dos servidores. 

"Tem esse espaço aí de R$ 1,7 bilhão, mas ele é pequeno, né? É um espaço pequeno, não dá para todo mundo. Vai dar R$ 0,10 para cada um de aumento? É difícil", disse Mourão em conversa com jornalistas nesta segunda-feira (24). A sanção do Orçamento foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) também desta segunda.

Não está claro quais categorias receberão reajustes, mas Bolsonaro havia prometido aumentar o salário de policiais federais e servidores do Depen (Departamento Penitenciário Nacional). A previsão, inclusive, foi incluída no Orçamento após acordo do Planalto no Congresso. Anteriormente, o relator-geral, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), não estava prevendo o valor no relatório.

Nas últimas semanas, servidores federais de diversas categorias têm se movimentado na busca de também garantir um reajuste salarial – muitos não têm revisão de salário há cinco anos. Os grupos pedem ao governo um reajuste de 28%. A atuação de forma mais firme teve início diante do aumento anunciado aos policiais. Depois disso, sindicatos e associações passaram a pedir do governo um tratamento igualitário.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.