Brasília Otto Lobo é nomeado diretor da Comissão de Valores Mobiliários

Otto Lobo é nomeado diretor da Comissão de Valores Mobiliários

Novo diretor foi aprovado pelo Senado e nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (7)

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Otto Eduardo Fonseca de Albuquerque Lobo durante sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, em julho de 2021

Otto Eduardo Fonseca de Albuquerque Lobo durante sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, em julho de 2021

Waldemir Barreto/Agência Senado

Após aprovação pelo Senado, o presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou nesta sexta-feira (7) Otto Eduardo Fonseca de Albuquerque Lobo para a diretoria da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), autarquia do Ministério da Economia. A nomeação foi feita por decreto publicado no DOU (Diário Oficial da União).

O novo membro do colegiado cumprirá mandato até 31 de dezembro de 2025. Ele assume a vaga deixada pelo diretor Henrique Balduíno Machado Moreira, que terminou seu mandato em 31 de dezembro de 2021.

Com graduação e mestrado em direito, Otto atualmente cursa o doutorado na mesma área na USP (Universidade de São Paulo). Ele é sócio e fundador da Lobo & Martin Advogados e atua como advogado, consultor e parecerista em questões de direito financeiro, societário, governança corporativa e arbitragem. Também é professor convidado da Faculdade de Direito da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro e da Escola da Magistratura desse estado.

A Comissão de Valores Mobiliários existe desde 1976 e foi criada com o objetivo de fiscalizar, normatizar, disciplinar e desenvolver o mercado de valores mobiliários no Brasil. É uma entidade autárquica em regime especial, vinculada ao Ministério da Economia, com personalidade jurídica e patrimônio próprios.

Últimas