Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Pacheco defende que Auxílio Brasil não dependa só de projeto do IR

"Não é razoável, e é até temerário, nós apostarmos todas as fichas apenas nesse projeto", afirmou presidente do Senado

Brasília|Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

Presidente do Senado falou sobre o tema nesta terça-feira
Presidente do Senado falou sobre o tema nesta terça-feira Presidente do Senado falou sobre o tema nesta terça-feira

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), criticou nesta terça-feira (5) a proposta de que o novo programa social que vai substituir o Bolsa Família, o Auxílio Brasil, tenha como fonte de renda apenas o projeto da reforma do Imposto de Renda (IR), que servirá como uma compensação. "Não é razoável, e é até temerário, nós apostarmos todas as fichas apenas nesse projeto", afirmou.

Pacheco ressaltou que o auxílio é uma prioridade no Senado Federal. "O programa social que atenda as pessoas que estão precisando de comida na mesa, que precisam comprar um gás de cozinha, que está muito caro, é um programa que precisa ser estabelecido. Tenho certeza de que o Executivo tem essa mesma percepção. Todos no Brasil sabem dessa importância, e nós precisamos encontrar o espaço fiscal, que virá com a solução dos precatórios", afirmou.

O presidente do Senado disse que é preciso esgotar todas as possibilidades para que se tenha uma alternativa de sustentação ao substituto do Bolsa Família. "Isso é para ontem, é urgência e emergência absoluta na nação ter um programa social robusto. Não podemos depositar as fichas em um único projeto que não foi apreciado", explicou.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.