Logo R7.com
Logo do PlayPlus
R7 Brasília
Publicidade

Polícia Civil do DF faz operação com alvo em traficante que tem ligações com PCC e 'Comboio do Cão'

Agentes cumprem 80 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão temporária em sete estados e no Distrito Federal

Brasília|Do R7, em Brasília


Agentes da Polícia Civil durante a Operação Il Padrino
Agentes da Polícia Civil durante a Operação Il Padrino

A Polícia Civil do Distrito Federal realiza na manhã desta quinta-feira (4) uma operação contra um grupo suspeito de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro com atuação em diversos estados. Os agentes cumprem 80 mandados de busca e apreensão e 14 de prisão temporária em Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Ceará, Minas Gerais e no Distrito Federal.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

Segundo apuração da Record TV, a maior parte da operação acontece no Ceará. O principal alvo seria um traficante da facção criminosa Comboio do Cão, que tem ligações com o PCC (Primeiro Comando da Capital). O suspeito é de Brasília, mas teria um patrimônio milionário no Ceará.

Publicidade

As investigações apontaram o recebimento de altos valores de contas correntes de "laranjas" identificadas como “contas caixas” da facção paulista para realização da venda de cocaína na capital federal.

A Polícia Civil do DF está fazendo buscas e apreensões de veículos e imóveis. Parte da operação também em Brasília. Já teve apreensões de armas também

Publicidade

De acordo com a Polícia Civil, o grupo estaria envolvido no transporte de "vultosas quantias" de cocaína da região de fronteira até o DF. A organização teria recebido dinheiro de traficantes do DF, Entorno e de outros estados.

Leia também

A operação ocorre com a participação conjunta das polícias Civis do DF, Ceará, Goiás, Tocantins, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Receita Federal e força-tarefa da Polícia Federal.

O alvo

O principal investigado já havia sido preso pela Polícia Civil em Brasília quando ainda atuava como "batedor" de carregamentos de drogas. Em 2013, foi preso com mais de mil comprimidos de “ecstasy” e condenado com outros quatro traficantes por tráfico e associação para o tráfico.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.