Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Relator poupa cúpula da PM de indiciamentos na CPI do DF e pede aumento salarial para corporação

Hermeto é policial militar da reserva; documento propõe melhorias e diz que PM sofre 'há anos' com perda do poder de compra

Brasília|Edis Henrique Peres, do R7, em Brasília

Relatório propõe aumento para a PM do DF
Relatório propõe aumento para a PM do DF Relatório propõe aumento para a PM do DF

O relatório final da CPI dos Atos Antidemocráticos da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) pede o indiciamento de mais de 130 pessoas, mas tenta poupar alguns integrantes da Polícia Militar do DF de responsabilidade pelo 8 de Janeiro. Ficaram de fora das sugestões de indiciamento, por exemplo, os coronéis da PM Klepter Rosa, Jorge Eduardo Naime, Paulo José e Fábio Augusto. O relator, deputado Hermeto (MDB), é policial militar da reserva.

Klepter Rosa era o então comandante-geral da corporação; Naime, ex-comandante de Operações da PM; Paulo José, subchefe do Departamento de Operações (DOP); e Fábio Augusto Vieira, ex-comandante responsável por liderar a instituição no dia dos atos extremistas.

O documento propõe melhorias para a corporação e diz que a PMDF "há anos vem sofrendo perda do poder de compra" e que "uma boa remuneração é fundamental para a motivação profissional", afirma.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Assine a newsletter R7 em Ponto

A medida foi questionada pelos deputados ao longo dos depoimentos prestados na Casa. No entanto, o relatório cita que, mesmo que Klepter Rosa estivesse recebendo alertas sobre o 8 de Janeiro, os coronéis Paulo José e Casimiro recebiam informações no sentido de que os planejamentos estavam adequados.

O documento também diz que é necessário considerar a posição hierárquica ocupada pelos coronéis Fábio Augusto e Klepter Rosa, além do "contexto operacional".

Da cúpula da PMDF, o relator sugeriu o indiciamento de Marcelo Casimiro Vasconcelos Rodrigues, Cíntia Queiroz de Castro e Fernando de Souza Oliveira.

Entre os nomes que não foram sugeridos por Hermeto para indiciamento, Jorge Eduardo Naime era comandante de Operações da PMDF; o coronel da PM Paulo José era subchefe do Departamento de Operações (DOP); e o ex-comandante Fábio Augusto Vieira liderava a instituição no dia 8 de janeiro.

Melhorias para a segurança pública

No relatório, Hermeto também pediu melhorias para a Polícia Civil do DF. O relator propôs a "equivalência de subsídios dos policiais civis do Distrito Federal com os policiais federais como política permanente de Estado".

"Estamos certos de que a fatídica ruptura, ocorrida no ano de 2016, da referência salarial dos policiais civis do DF com o seu parâmetro federal, colocou em grave risco a higidez e capacidade de atuação desta tão relevante instituição de segurança pública na defesa da democracia e no exercício de seus demais misteres constitucionais", diz o documento.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.