Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Secretário de Economia do DF diz que governo espera superar este ano receita de 2023

Balanço da pasta mostrou que a capital teve arrecadação 10% maior que o previsto na Lei Orçamentária Anual

Brasília|Edis Henrique Peres, do R7, em Brasília

Em almoço-debate, Ney destacou arrecadação de 2023
Em almoço-debate, Ney destacou arrecadação de 2023 Em almoço-debate, Ney destacou arrecadação de 2023 (Foto: Lucio Bernardo Jr. / Agência Brasília)

O secretário de Economia do Distrito Federal, Ney Ferraz, disse nesta quinta-feira (22) que governo espera superar arrecadação de receitas este ano em relação a 2023. A declaração foi dada no almoço-debate do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), após o governo da capital divulgar balanço na Câmara Legislativa que apontou uma arrecadação no ano passado 10% superior ao projetado no orçamento. O superávit é positivo, segundo Ferraz, porque garante mais segurança aos empresários e principalmente pagamento em dia às construtoras que atuam nas obras de infraestrutura do governo.

"A meta é bater 2023 [este ano], e isso não significa aumentar mais impostos, mas sim melhorar a performance da arrecadação dos novos sistemas, com a conscientização da população de exigir as notas fiscais quando adquirir produtos, quando for em restaurantes, e estabelecimentos comerciais, por exemplo. E acima de tudo, não adianta arrecadar muito e não gastar bem. Esse é o nosso lema: gastar com responsabilidade e transparência", disse.

Empresário e um dos organizadores do evento, Paulo Octávio destacou que o almoço-debate aproxima o governo e o setor produtivo. "Esse é o desafio que o Lide se propõe todo o tempo: aproximar a iniciativa privada e governos no sentido de facilitar a vida daqueles que querem abrir empresas, daqueles que querem investir mais e é o que o Brasil precisa, de novos empresários para consolidar a economia da cidade", declarou.

O evento reúne empresários e políticos e teve como tema principal o debate dos "Desafios e Oportunidades para a Economia do DF". O governador Ibaneis Rocha e a vice Celina Leão também compareceram ao almoço.

Publicidade

Entenda o superávit

A secretaria de Economia apresentou para os deputados do DF, nesta quarta-feira (21), o balanço das metas fiscais do 3° quadrimestre de 2023. Os dados apontaram a arrecadação de R$ 33,3 bilhões nas receitas correntes, montante que representa um aumento de 10% em relação aos R$ 30,3 bilhões previstos na Lei Orçamentária Anual. Se comparado a 2022, o aumento foi de 7,67%.

Os dados foram destacados também no almoço-debate Lide como um indicativo de maior segurança para investimento e crescimento econômico na capital.

Publicidade

Ney Ferraz assumiu a Secretaria de Economia em janeiro deste ano, após o governador Ibaneis Rocha decidir unir a Secretaria da Fazenda com a de Planejamento, Administração e Orçamento, até então também comandada por Ferraz.

A medida, segundo Ibaneis, foi para trazer mais agilidade nas decisões.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.