Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Suspeito de matar ex-companheira a tiros no DF é preso na casa de amigos em Santa Maria

Tainara Kellen Mesquita da Silva, de 26 anos, foi morta com 10 tiros em frente ao salão de beleza em que trabalhava, no Gama 

Brasília|Giovana Cardoso, do R7, em Brasília

Suspeito de matar Tainara foi preso em Santa Maria
Suspeito de matar Tainara foi preso em Santa Maria Suspeito de matar Tainara foi preso em Santa Maria (Reprodução/ redes sociais)

O homem suspeito de ter matado a ex-companheira a tiros no Gama, no Distrito Federal, foi preso na tarde desta quinta-feira (11). O suspeito atirou cerca de 10 vezes em Tainara Kellen Mesquita da Silva, de 26 anos, em frente ao salão de beleza em que ela trabalhava. Segundo a Polícia Militar, o suspeito foi encontrado na casa de amigos em Santa Maria.

À RECORD, familiares da vítima afirmaram que o casal se relacionou por dez anos e havia se separado há um mês. O pai de Tainara afirmou que o crime pode ter sido motivado por ciúmes e que a vítima evitava sair de casa devido às ameaças que recebia do ex-companheiro.

A Polícia Civil informou que o homem teria se passado por uma cliente para conseguir informações da localização do salão. O suspeito ainda fingiu estar perdido e pediu para que a vítima ficasse em frente ao estabelecimento. Tainara será velada nesta sexta-feira (12) em um cemitério em Minas Gerais.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Publicidade

Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp

Compartilhe esta notícia pelo Telegram

Publicidade

Assine a newsletter R7 em Ponto

No dia do crime, Tainara levou a filha de 5 anos para o trabalho. Segundo testemunhas, a criança chegou a escutar o barulho dos tiros. “Eu só tranquei ela no banheiro e ela falava assim: ‘tia, foi meu pai que passou e fez isso com a minha mãe?’. Ela falou isso para todo mundo, mas eu não deixei ela ver”, disse uma das clientes do salão, que preferiu não se identificar.

Publicidade

Feminicídios no DF

No último dia 2, um homem foi preso por suspeita de matar a ex-namorada de 29 anos na véspera do Ano-Novo em Planaltina, no DF. Jaqueline Reis foi morta a facadas quando saiu de casa para visitar um familiar. O crime aconteceu por volta das 21h do dia 31 de dezembro, e a motivação seria o fim do relacionamento do casal.

Em 2023, o DF registrou o maior índice de feminicídios nos últimos oito anos, com 34 casos confirmados. O número representa o dobro do que foi registrado em 2022, quando 17 mulheres foram mortas.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.