Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

'Foi uma morte acidental', diz delegada sobre morte de bebê de 3 meses

Criança de 3 meses se sufocou no travesseiro após ser amamentado e veio a óbito

Diário Digital|

A Delegacia Esp. de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) aguarda o laudo necroscópico para confirmar que a morte do bebê de 3 meses foi acidental. A criança veio a óbito após rolar e sufocar no travesseiro em uma residência no bairro Rua Toniko Saad, na Vila Glória, em Campo Grande. 

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Nelly Macedo, a mãe do bebê, de 32 anos, contou que por volta das 4h30 amamentou o filho e, em seguida, o colocou para dormir. “Quando a criança acordou, ele havia rolado e aparentemente se sufocou no travesseiro e, percebeu que o bebê estava roxo". 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Corpo de Bombeiros foram acionados e tentaram reanimar a criança, mas sem sucesso. A Polícia Militar foi acionada e esteve no local para atender a ocorrência.

Ainda segundo Macedo, a mãe do bebê reside em Dourados e estava na cidade há poucos dias. “Ela trouxe o bebê para conhecer o pai que está presa e aconteceu essa fatalidade. Foi uma morte acidental”, finalizou a delegada. Além do pequeno, a mulher é mãe de outras duas. 

O caso foi registrado como morte a esclarecer na DEPCA. Porém, após a confirmação da causa da morte, será registrado como morte acidental. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.