Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Mulher é indiciada por latrocínio para ficar com R$ 60 mil do dono de lava jato

Nayara Aparecida da Silva instigou o ex-companheiro para matar Luiz Tierry por causa de dinheiro

Diário Digital

Diário Digital|Do R7

Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

A Polícia Civil, por meio da 5ª Delegacia de Polícia e Grupo de Operações Especiais (GOI) finalizou o inquérito que investiga a morte do o dono do estabelecimento, Luiz da Conceição Tierry que era o alvo dos disparos e do eletricista, Adriano Medeiros Pereira que estava passando pelo local na manhã do dia 27 de Maio, na avenida das Bandeiras, Jardim Jóquei Clube, em Campo Grande (MS).

O autor do duplo homicídio é Joe Magnum. No interrogatório, o autor confessou que realizou os disparos motivados por ciúmes da ex-companheira, Nayara Aparecida Garcia da Silva, que estava tendo um caso amoroso com o proprietário do lava jato e alegou que estava sendo ameaçado por Luiz Tierry. Além disso, afirmou que o crime não foi planejado e que a arma foi jogada no córrego da avenida Ernesto Geisel.

A polícia pontua que o autor sustentou que não visava matar Adriano, motociclista que passava pela avenida das Bandeiras no momento dos disparos, e que efetuou um disparo na cabeça da vítima porque ficou com "medo de vingança, caso ela sobrevivesse".

Sobre a alegação de não premeditação do crime, Joe alegou que no dia dos fatos resolveu vender o revólver e, por acaso, ao passar defronte ao lava-jato visualizou a vítima, momento em que tomado por ira efetuou os disparos. Porém, após diligências foi constatado que o autor premeditou o crime e ficou escondido próximo ao lava jato aguardando a vítima sair do local.

Publicidade

Diante da situação, foi representado pela decretação da prisão preventiva do autor, que foi deferido pelo Poder Judiciário. Após confessar o crime, o autor evadiu-se e acabou sendo preso no dia 28 de Junho, em uma chácara, no bairro Santo Antônio.

Ao avistar os policiais, ele correu para dentro de casa e pegou uma arma de fogo, o mesmo revólver calibre 38 que usou para cometer o duplo homicídio.

Publicidade

A filha, 8 anos do autor, ao ver a arma, começou a gritar para ele soltar o revólver, assim, o autor jogou a arma no chão e foi preso pelos policiais. Ele também será autuado em flagrante por porte ilegal de arma. A criança é filha dele com Nayara.

Autor do disparos Joe Magnum está preso desde junho (Foto: Divulgação)
Autor do disparos Joe Magnum está preso desde junho (Foto: Divulgação) Autor do disparos Joe Magnum está preso desde junho (Foto: Divulgação)

Em continuidade nas investigações, foi apurado que na noite anterior ao crime o autor dormiu na casa da sua ex-convivente, imóvel localizado a cerca de três quadras do lava-jato, onde a Nayara estava com Luiz Tierry. Além disso, uns dias antes do homicídio, ela passou a comentar que teria uma herança a receber, concluindo os trabalhos investigativos que ela estaria tentando justificar a posse de valores que adviriam com a morte da vítima.

Publicidade

Testemunhas relataram também que após a morte do dono do lava jato, Nayara apossou-se de uma bolsa em cujo interior havia R$ 60 mil dos empréstimos com que trabalhava e de numerário possivelmente advindo da venda de um imóvel. Por conta do dinheiro, a mulher instigou o seu ex-convivente a praticar o crime com a finalidade de após a morte subtrair os valores.

Nayara foi interrogado e negou o fato. Inclusive, ela sustentou que o dinheiro que ela pegou no lava-jato, que estaria em duas bolsas pequenas, foi no mesmo dia entregue a uma funcionária do estabelecimento. A funcionária mencionada prestou depoimento e disse ter recebido apenas R$ 340,00.

Sendo assim, Nayara da Silva foi indiciada pela prática de latrocínio, porte irregular de arma de fogo e corrupção de menor. Já sobre os crimes de porte irregular de arma de fogo e corrupção de menor, as investigações apontaram que após as mortes das vítimas, ela determinou que o seu filho, de 14 anos, retirasse uma pistola calibre 380 do lava jato, além de dinheiro.

A Del. Especializada de Atendimento à Infância e Juventude (DEAIJ) irá apurar a participação do menor nos fatos acima mencionados.

O caso – Dois homens foram executados na manhã de sexta-feira (27) na avenida das Bandeiras, Jardim Jóquei Clube, em Campo Grande. Uma das vítimas, Luiz da Conceição Tierry, é proprietário de um lava jato e o alvo do atirador, enquanto o outro é um motociclista que passava pelo local e acabou atingido pelos disparos. 

Vídeo mostra momento em que o suspeito atira contra proprietário de lava jato. Nas imagens é possível ver o suspeito de camiseta vermelha e boné branco chegando a pé disparando várias vezes contra a vítima que tenta correr, mas acaba morto. O crime aconteceu por volta das 6h30 da manhã.

As imagens são do próprio lava jato. Luiz da Conceição Tierry, alvo do pistoleiro . A outra vítima, Adriano Pereira, de 33 anos, estava passando pela avenida da Bandeiras quando foi atingindo acidentalmente pelos disparos de arma de fogo. Segundo a polícia, o motociclista não teria envolvimento algum com o caso.

Veja o momento da execução: 

(Vìdeo: Reprodução)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.