Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Mulher mantida em cárcere privado era proibida de ir ao banheiro

Uma mulher, de 52 anos de idade, foi mantida em cárcere privado pelo marido no Jardim Ima, em Campo Grande (MS). A vítima contou que os dois estão juntos há seis meses e que no início da relação era tudo normal, mas com o passar dos dias, ele foi se alterando e ficando muito desconfiado, […] O post Mulher mantida em cárcere privado era proibida de ir ao banheiro apareceu primeiro em Diário Digital.

Diário Digital

Diário Digital|Do R7

Uma mulher, de 52 anos de idade, foi mantida em cárcere privado pelo marido no Jardim Ima, em Campo Grande (MS). A vítima contou que os dois estão juntos há seis meses e que no início da relação era tudo normal, mas com o passar dos dias, ele foi se alterando e ficando muito desconfiado, pois, o mesmo foi casado por 35 anos e foi traído.

Conforme o Boletim de Ocorrência, o autor, de 54 anos, tirou as chaves da residência da mulher. Desta forma, ela passou apenas sair com ele ou com a sua autorização. Além disso, o aparelho celular da mulher era monitorado e os números do telemarketing eram salvos por ele como nome de homem e, quando o aparelho tocava, ele dizia "são os machos dela ligando".

Em um outro episódio, o casal foi até a casa de um dos filhos da vítima para lavar algumas roupas e o autor passou a olhar objetos que estavam no guarda-roupa. No local, tinham pertences da vítima que na época morava no imóvel. O homem acabou então achando preservativos.

Ao voltar para residência do casal, o autor fez uso de drogas e chamou a vítima para conversar. Aumentou o volume de televisão e começou a falar que os preservativos eram dela dizendo que ela ia na casa do filho para trair ele. Neste momento, ele pegou duas facas e as colocou no pescoço da mulher e disse: "você não vai confessar, quem você está protegendo. Quem você vai levar para o túmulo com você?".

Publicidade

Já no último domingo (1°), o homem estava sob efeito de drogas e não deixou a vítima ir ao banheiro. Ela acabou urinando e defecando na roupa por não aguentar segurar por muito tempo. E, em todo momento, o autor ficou segurando as duas facas nas mãos. Na segunda-feira (02) a mulher conseguiu sair do imóvel, mas disse que ia para uma consulta com a psicóloga.

A mulher denunciou o homem na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM). A vítima fez o pedido de medida protetiva de urgência, mas não relatou que não deseja representar contra o autor. Durante o relato, a mulher disse que é possível que o homem tenha uma arma de fogo dentro de casa.

Publicidade

O caso foi registrado como sequestro e cárcere privado e será investigado pela DEAM.

O post Mulher mantida em cárcere privado era proibida de ir ao banheiro apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.