Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Polícia deflagra operação contra autores de violência contra mulher em Campo Grande

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), em ação conjunta com o Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), deflagrou na manhã desta quarta-feira (15) a primeira fase da Operação Ísis, que mira a prisão de autores de casos de violência contra mulher em Campo Grande. Conforme a Polícia Militar, a Operação […] O post Polícia deflagra operação contra autores de violência contra mulher em Campo Grande apareceu primeiro em Diário Digital.

Diário Digital

Diário Digital|Do R7

A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), em ação conjunta com o Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MPMS), deflagrou na manhã desta quarta-feira (15) a primeira fase da Operação Ísis, que mira a prisão de autores de casos de violência contra mulher em Campo Grande.

Conforme a Polícia Militar, a Operação ocorre em diversos bairros da Capital e envolve cerca de 40 equipes. Durante o dia, os policiais cumprirão mandados de prisão de pessoas condenadas nos crimes de violência contra mulher. Depois de presos, os autores são encaminhados para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) ou para Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac).

A Operação recebeu nome de Ísis, em referência a Lei nº 5.202, de 30 de maio de 2018, que instituiu no calendário oficial do Estado de Mato Grosso do Sul o dia 1º de junho, como "Dia Estadual de Combate ao Feminicídio. 

A data lembra a morte da jovem Ísis Caroline, ocorrida em 1º de junho de 2015 e tida como o primeiro caso de feminicídio registrado no Estado, após a vigência da Lei 13.104/2015.

Publicidade

Relembre - Ísis Caroline foi vista com vida pela última em 1º de junho de 2015, em Campo Grande, quando saiu de casa para colocar o lixo para fora. Ela foi brutalmente assassinada pelo ex-marido, o pedreiro Alex Arlindo Anacleto de Souza, condenado a 26 anos de prisão.

O autor possuía histórico de violência doméstica e não aceitava o fim do relacionamento. Alex Arlindo chegou, inclusive, a ficar preso antes de tirar a vida de Ísis. Ao sair da prisão, foi atrás da ex-companheira, que já estava em novo relacionamento.

Publicidade

O corpo da jovem foi encontrado no dia 6 de junho, em córrego próximo a Ribas do Rio Pardo. Conforme a delegada responsável pelo caso na época, Marina Lemos, o autor pegou carro emprestado do pai dele e combinou de encontrar Ísis. No entanto, discutiram e, logo após, Alex a matou.

O post Polícia deflagra operação contra autores de violência contra mulher em Campo Grande apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.