Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

“Rumo a Expo Super Show”, adianta fisioculturista 2ª e 3ª lugar no Arnold Classic

No fisioculturismo há cerca de oito meses, a atleta sul-mato-grossens,e Pauline Zanardo, de 34 anos, conquistou três competições e trabalha intensamente para vitórias maiores. Ganhadora no 2º e 3º lugar da categoria Wellness do Arnold Sports Festival South America, conhecido como "Arnold Classic", um dos maiores campeonatos de fisioculturismo da América do Sul, a atleta […] O post “Rumo a Expo Super Show”, adianta fisioculturista 2ª e 3ª lugar no Arnold Classic apareceu primeiro em Diário Digital.

Diário Digital|

No fisioculturismo há cerca de oito meses, a atleta sul-mato-grossens,e Pauline Zanardo, de 34 anos, conquistou três competições e trabalha intensamente para vitórias maiores. Ganhadora no 2º e 3º lugar da categoria Wellness do Arnold Sports Festival South America, conhecido como "Arnold Classic", um dos maiores campeonatos de fisioculturismo da América do Sul, a atleta conta sua trajetória com o esporte e reforça que não é apenas um hobbie.

Quando começou na musculação, há cerca de cinco anos, o foco era "tirar foto", relembra. "Eu vinha na academia para tirar foto, aquela boa e velha frase 'tá pago'. Tirava foto e escrevia isso na legenda", brinca. Foi somente quando conheceu o treinador e atual namorado, Thiago Guimarães, que a atleta parou de treinar 'fofo', como chamam o treinamento leve e sem foco, e começou a treinar focada. "Eu me apaixonei pela musculação", declara.

Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

Primeiro, conta Thiago, o treino era focado na melhoria da saúde, para corrigir três hérnias de disco e fortalecer as articulações e coluna. Depois evoluiu para o fisiculturismo. Inclusive, foi o treinador quem a incentivou a entrar nesse universo, lembra Pauline. "Eu não de treinar, até que um dia ele começou a colocar a sementinha do fisiculturismo. Eu não tinha ideia do quanto ia gostar. Antes, achava que era muito fora de mim ser uma pessoa assim", conta.

Em setembro de 2021, Thiago levou Pauline a uma feira do esporte, onde atletas elogiaram seu corpo e apontaram, juntamente com o namorado, que ela tinha 'shape de Wellness'. Nesta categoria, o foco maior é na parte inferior. "Eu voltei para Campo Grande dessa feira com muita vontade de competir e começamos a treinar. Em novembro, minha primeira competição, já levei colocação também". explica.

Publicidade
Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

Ao todo, Pauline soma três competições: Muscle Contest Brasília, Mister Santos 2021 e, a mais recente, Arnold Classic, disputada com o Auxílio Atleta criado pela Prefeitura de Campo Grande, por meio da Fundação Municipal de Esporte (Funesp), que contempla com bolsas de apoio atletas que representam o município em competições esportivas e paradesportivas. "Eu sou muito grata a esse auxílio. Sem ele, eu jamais conseguiria participar de um campeonato desse nível", agradece.

Diário Digital
Diário Digital Diário Digital
Diário Digital
Diário Digital Diário Digital
Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

As competições estão somente no começo, garante a atleta. Thiago contou ao Diário Digital que estão em preparação para mais duas: a Expo Super Show do Rio de Janeiro, em junho, e Mr. Olympia, em setembro, ambas ainda neste ano.

Publicidade
Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

Mudança de vida - Pauline explica que precisou mudar radicalmente a rotina para entrar no fisioculturismo. "Eu sempre fui muito sociável, saía com amigos, bebia. Mas, esse esporte requer muita disciplina, muito preparo emocional para se apegar a dieta. Tem que abrir mão de muita coisa".

Thiago reforça que o cotidiano dos fisiculturistas é de extremo preparo e não é de brincadeira. "É um treino pesado, que exige determinação. Não é um treino comum, é de força. Não tem como ganhar uma competição e sair para beber e comemorar". relata.

Publicidade
Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

A atleta conta, ainda, que sentiu afastamento de colegas quando decidiu ser fisiculturista. "É um preparo físico e emocional", garante o treinador. A dupla ressalta a seriedade do esporte e explica que, diferente do que muitos entendem, não é apenas para diversão. "Musculação é coisa séria. O fisiculturismo, também. Trabalhamos duro para isso", afirmam.

Com trabalho duro, Thiago ressalta, ainda, que qualquer pessoa pode ser fisiculturista. "Não tem restrição de idade, nem de corpo. Só tem que querer porque é uma rotina intensa. A Pauline hoje compete com pessoas de todas as idades, até com mulheres mais novas, de 20, 21 anos. Com menos tempo e mais idade, ela compete de igual para igual", explica.

Publicidade

Em razão dos treinos pesados e dietas restritas, que a modalidade exige, o humor de Pauline tem dias e dias, conta. "Eu faço muita oração para me ajudar com o emocional. Ontem mesmo, estava triste, para baixo, e fui rezar para me acalmar. Hoje, acordei renovada. Outra coisa que me ajuda com o humor é treinar, treino bastante", reforça.

Diário Digital
Diário Digital Diário Digital

Para saber mais sobre a rotina diária da fisiculturista Pauline Zanardo, além de competições passadas e dicas do mundo fitness, acesso e acompanhe o Instagram @paulinezanardoo.

O post “Rumo a Expo Super Show”, adianta fisioculturista 2ª e 3ª lugar no Arnold Classic apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.