Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Veja dicas para economizar o combustível do seu carro

Manutenção em dia e a forma de conduzir o veículo ajudam a reduzir o consumo

Diário Digital|

O aumento nos preços da gasolina e do etanol costuma causar um impacto direto no bolso do consumidor. Por isso, Thiago Chagas, consultor automotivo da mecânica Ricardo Kotaba, empresa cadastrada no GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços, elencou algumas dicas de manutenção e de como dirigir para economizar combustível. Veja

1 - Manutenção - Deixar a manutenção para depois pode resultar em diversos problemas, além de impactar no consumo de combustível do automóvel. Segundo Chagas, sem a devida revisão, contratempos como o filtro de ar entupido/sujo, velas desgastadas e corpo de borboleta desregulado/sujo fazem com que o motorista gaste mais no posto de combustível.

2 - Quantidade de combustível - Ao contrário do que se imagina, rodar com o tanque vazio ou cheio não influencia diretamente no consumo de gasolina. De qualquer forma, não é recomendável trafegar com o tanque "na reserva", pois isso pode prejudicar o funcionamento da bomba. Sendo assim, o ideal é que o motorista transite com, no mínimo, 1/4 de combustível.

3 - Atenção à calibragem - "Um item de suma importância para a economia de combustível é a pressão correta dos pneus. Pneus muito cheios ou vazios influenciam diretamente na pilotagem do automóvel, na segurança dos passageiros e no consumo de combustível. O recomendado é que, ao abastecer o carro, se dê uma atenção à calibragem", aconselha Chagas.

Publicidade

4 - Barato pode sair caro - Atenção redobrada para oferta de combustível muito barato. Além de todos os problemas que a gasolina adulterada causa, pode fazer com que o motorista gaste mais com o abastecimento. Segundo Chagas, a gasolina adulterada é consumida de forma mais rápida e não há a queima ideal. Ao notar esse problema, o sensor de oxigênio manda sinal para que mais combustível seja injetado, a fim de impulsionar a explosão.

5 - GNV X combustível - Com o aumento do preço do combustível, há motoristas que consideram a conversão para GNV (gás natural veicular). Mas, antes de se decidir, Chagas diz que diversos aspectos devem ser levados em conta, tais como a forma de uso do carro e a quilometragem que o automóvel roda. "No caso de carros que fazem curtas distâncias, eu desaconselho a instalação do GNV; não só pelo preço do kit, mas também pelo desgaste que o motor sofre com a mudança, apesar de tal problema ter diminuído com o avanço tecnológico dos sistemas GNVs mais recentes. Para a pessoa recuperar o investimento do kit, ela terá que rodar muito por semanas, então para motoristas de aplicativo pode ser interessante", explica.

Saiba mais no Portal R7

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.