Folha Vitória 40% das maiores barragens do ES estão irregulares, diz Agerh

40% das maiores barragens do ES estão irregulares, diz Agerh

Após as fortes chuvas, foi evidenciada a situação das cerca de 35 mil barragens localizadas no território capixaba

Folha Vitória
Foto: Nova Onda Online
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Cerca de 40% das barragens com mais de cinco hectares no Espírito Santo estão irregulares, segundo a Agência de Recursos Hídricos (Agerh) do Estado. Após as fortes chuvas, foi evidenciada a situação das cerca de 35 mil barragens localizadas no território capixaba. 

Até o momento, dez barragens de armazenamento de água se romperam no Espírito Santo, três delas em Jaguaré, na região Norte. Com a situação, 10 famílias tiveram que sair de casa devido ao risco de inundação. 

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo de notícias no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Outra barragem que também se rompeu está localizada em São Mateus, também no Norte. Após o rompimento, foi provocada a abertura de uma cratera que interditou a BR-101 por cinco dias. A barragem não tinha licença ambiental. 

A fiscalização é realizada por órgãos estaduais e municipais durante o processo de cadastro da barragem e quando há denúncias ou riscos para a população. 

>> Desvio na BR-101 é liberado para trânsito em São Mateus

Os proprietários também devem monitorar a represa principalmente no período mais chuvoso.

Segundo o Diretor de Planejamento da Agerh, José Roberto Jorge, em caso de barragens irregulares, o proprietário pode ser multado e responsabilizado pelos danos causados. 

"A autuação, embargo, essas penalidades são previstas na legislação, além de quando tem a ação de causar prejuízo a terceiros, danos ambientais e sociais, o proprietário deve realizar o reparo", destacou. 

A fiscalização ´é de responsabilidade da Agerh, que conta com o apoio do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e das Defesas Civis, Estadual, por meio de um cadastro de segurança ou denúncia de funcionamento. 

Os proprietários também deve monitorar as represas. A Defesa Civil Estadual informou que têm dado suporte às vistorias de barragens em conjunto com a Agerh. 

LEIA TAMBÉM: Estradas no ES continuam com interdições por causa das chuvas; confira os trechos 

Últimas