Folha Vitória Barbearia tem fiação elétrica furtada três vezes em um mês em Vila Velha

Barbearia tem fiação elétrica furtada três vezes em um mês em Vila Velha

Estabelecimento fica na Avenida Resplendor, em Itapuã, uma das mais movimentadas da cidade

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Uma barbearia de Vila Velha teve a fiação elétrica furtada pela terceira vez no período de um mês, na Avenida Resplendor, em Itapuã, uma das mais movimentadas do município. A cada crime, um prejuízo de, pelo menos, R$ 3 mil ao comerciante Roger de Oliveira, que aluga o local para trabalhar. 

 >> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

As ações no local são tão frequentes, que o comerciante precisou instalar um sistema de segurança ao estabelecimento para garantir a segurança dos frequentadores do espaço. 

"Quando encostam na porta de aço, já ligam para a gente, se ninguém responder, acionam a viatura, então aqui dentro é seguro. Agora, lá fora, a gente faz de tudo, mas não é possível conter o prejuízo", disse. 

Mas nem mesmo o aparato foi capaz de coibir a ação dos criminosos, que não se limitam ao furto de fios, mas também a tentativas de subtrair bens dos funcionários e clientes da barbearia, em plena luz do dia e momentos de grande circulação de pessoas. 

"Bicicleta de clientes a gente tem que ficar de olho, já aconteceu de a gente piscar e sumir bicicleta, em horário de pico, eles vêm com tesourão, é rápido mais de uma vez já levaram bicicletas de clientes e funcionários". 

Leia Também: Travestis assaltam motorista e levam cordão de R$ 20 mil na Mata da Praia

Roger não é a única vítima dos criminosos no local. Segundo ele, uma vizinha de comércio, que atua em um estúdio de tatuagens no segundo andar, teve a bicicleta, avaliada em mais de R$ 2 mil furtada. 

Segundo o comerciante, a frequência de crimes é maior durante os horários de pico: "É preciso um policiamento, principalmente nos horários de saída de escola, que os adolescentes estão saindo com bicicleta, celular e são roubados", completou. 

*Com informações da repórter Alessandra Ximenes, da TV Vitória

Últimas