Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Caso Luisa Lopes: amigos e familiares realizam ato na Dante Michelini

Neste sábado (15), a morte da jovem completa um ano. Luisa Lopes morreu após ser atropelada enquanto pedalava na avenida Dante Michelini...

Folha Vitória|

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Amigos e familiares da estudante, modelo e passista de escola de samba Luísa Lopes realizam um ato em homenagem a jovem na noite desta sexta-feira (14) na Avenida Dante Michelini, na altura do bairro Jardim da Penha, em Vitória, exato local em que Luisa foi morta após ser atropelada por uma motorista na noite de 15 de abril de 2022 enquanto pedalava.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Munido de faixas, cartazes e até músicas em um trio elétrico, amigos, familiares, conhecido e admiradores da jovem Luisa caminham ao longo da Avenida Dante Michelini próximo ao Clube dos Oficiais, local exato onde Luísa foi morta.

Além de frases como "1 ano sem Luisa Lopes", cartazes com dizeres como "Se bebeu, não foi acidente" também lembram detalhes sobre a tragédia, como os sinais de embriaguez que a motorista, responsável por atropelar a jovem, apresentou após o ocorrido.

Publicidade
Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória
Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Motorista envolvida em acidente foi solta após pagar fiança

No dia do acidente, a condutora do carro que atingiu Luísa apresentou sinais de embriaguez. Mesmo assim, ela se recusou a fazer o teste do bafômetro. 

Adriana Felisberto foi detida e levada à delegacia, onde teve a prisão em flagrante decretada por embriaguez ao volante. 

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Motorista que atropelou modelo em Camburi bebeu 43 goles de cerveja e vodca, diz polícia

Relembre o caso

O acidente que resultou na morte de Luísa Lopes aconteceu na noite do dia 15 de abril, na Avenida Dante Michelini, em frente ao Clube dos Oficiais. A jovem andava de bicicleta, quando foi atingida pelo veículo dirigido por Adriana Felisberto.

Publicidade

As câmeras de videomonitoramento da via registraram o momento da colisão. Segundo a Secretaria de Segurança Urbana de Vitória, Luísa teria atravessado fora da faixa de pedestres e com o sinal aberto para os veículos.

De acordo com a polícia, a motorista do carro que atingiu a jovem apresentava sinais de embriaguez. No entanto, Adriana se recusou a fazer o teste do bafômetro. Ela chegou a ser presa, mas foi liberada após pagar uma fiança de R$ 3 mil.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.