Folha Vitória Celltrion Healthcare Brasil fecha 2022 com faturamento de R$ 507 milhões

Celltrion Healthcare Brasil fecha 2022 com faturamento de R$ 507 milhões

Empresa duplicou seu resultado no último ano com um aumento de 110% em comparação ao fechamento de 2021.

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

A Celltrion Healthcare Brasil, biofarmacêutica sul-coreana especializada no desenvolvimento e produção de biossimilares e novas moléculas, acaba de anunciar seu faturamento de R$ 507 milhões referente ao ano de 2022. O resultado é 110% superior aos R$ 241 milhões alcançados em 2021.

O resultado se deve ao fornecimento de aproximadamente 791 mil ampolas de seus medicamentos ao Ministério da Saúde, uma diferença de 126% em comparação a 2021, quando o fornecimento chegou a 350 mil ampolas. Em paralelo, a companhia também teve um crescimento expressivo no mercado privado, passando de mais de 54 mil ampolas no ano anterior para 70 mil ampolas fornecidas em 2022, um aumento de aproximadamente 30%.

Para 2023, a Celltrion pretende manter o foco no atendimento a órgãos públicos, bem como trabalhar no lançamento de um novo produto biossimilar com apresentação inovadora. A ação faz parte da estratégia de crescimento da empresa, que tem como objetivo o lançamento de pelo menos um produto por ano.

“O desempenho confirma os esforços da Celltrion em se tornar uma referência no mercado de biossimilares e reforça nosso compromisso com o fornecimento de medicamentos com eficácia, ao Ministério da Saúde, e, consequentemente, dispor maior acessibilidade aos pacientes por meio da distribuição no Sistema Único de Saúde (SUS)”, explica Michel Batista, Gerente Sênior de Negócios da Celltrion Healthcare no Brasil.

Sobre a Celltrion Healthcare

A Celltrion Healthcare, biofarmacêutica sul-coreana especializada no desenvolvimento e produção de biossimilares e novas moléculas, fornece medicamentos aos pacientes dos sistemas de saúde pública e privada. Seus produtos são fabricados em instalações de ponta projetadas e construídas para atender às normas cGMP da FDA dos EUA e às diretrizes de BPF da UE.

Últimas