Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Chuva no ES vai piorar e situação é preocupante, diz Casagrande

O governador afirmou que a chuva, que se agravou nesta quinta (1º), tende a piorar na madrugada de sexta-feira (02)

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

As fortes chuvas que atingem o Espírito Santo de maneira contínua há mais de sete dias já causa prejuízos e riscos à vida das pessoas, segundo o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. O anúncio foi feito durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (1º).

O governador afirmou que a situação, que se agravou nesta quinta, tende a ganhar ainda mais intensidade na madrugada de sexta-feira (02). "Infelizmente perdemos a vida de uma pessoa, soterrada no município de Viana. Por isso, é extremamente importante alertar as pessoas, não assustar, mas alertar", destaca. 

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe do nosso grupo de notícias no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Casagrande também destaca que são previstas chuvas com mais de 80 mm e, por isso, há a necessidade de que a Defesa Civil trabalhe com atenção voltada para a situação vivenciada por todo o território do Espírito Santo.

Publicidade

"Estamos acompanhando de perto, todas as equipes foram mobilizadas, montamos uma central comandada pelo Corpo de Bombeiros, todas as informações chegam por aqui, para fazer alertas pra a manutenção da vida das pessoas e preservação do patrimônio", ressaltou.

Além disso, o governador ressalta que equipes compostas por barcos, caminhonetes e recursos humanos estão mobilizadas diante da situação. 

Publicidade

"Temos equipes mobilizadas, o Comandante Cerqueira suspendeu cursos de sargentos para que todos se concentrem em torno da necessidade de cada região", descreveu.

LEIA TAMBÉM: Confira ponto a ponto quais rodovias estão interditadas pelas fortes chuvas no ES 

Publicidade

Situação se agrava em Fundão

A situação das chuvas se agravou no município de Fundão, no Norte do Espírito Santo. Segundo o governador Renato Casagrande, a precipitação já chegou em 220 mm. 

"São municípios que já têm chuvas há dias, qualquer quantidade de chuva alaga e ocorrem deslocamentos de terras em áreas mais inclinadas", ressaltou.

Segundo o Coronel do Corpo de Bombeiros, Alexandre dos Santos Cerqueira, os municípios mais atingidos até o momento foram: Fundão, Aracruz e parte Sul de Cariacica, Viana e Santa Leopoldina. 

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

"No Estado todo, o nível de chuva foi muito intenso, mas nestes locais tivemos grande quantidade de chuva nos últimos dias. Temos um 'encharcamento' do solo, fragilidade de estruturas, possibilidade de quedas de árvores, estrutura de muros e áreas de risco", descreve. 

Entretanto, mesmo com as grandes precipitações, os órgãos afirmam que as chuvas são um fenômeno diferente de 2020, quando a chuva forte foi durante a madrugada. 

Espírito Santo tem 10 alertas válidos

Segundo o Coronel do Corpo de Bombeiros, Alexandre dos Santos Cerqueira, estão em vigor nesta quinta-feira (1º), no Estado do Espírito Santo, 10 alertas em nível alto para as fortes chuvas. 

"Todos os alertas são da faixa roxa, o que significa a maior precipitação de chuva. Com o aumento de chuvas e com os solos encharcados, é importante que as prefeituras estejam prontas e com devidos abrigos", ressalta o Coronel. 

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Além disso, segundo o Coronel Alexandre, a Defesa Civil já recebeu a decretação municipal de emergência nos municípios de São Mateus, Vila Pavão e Cariacica. Os locais serão auxiliados e depois a ação será homologada pelo Governo do Espírito Santo.

LEIA TAMBÉM: Chuvas em Cariacica: aulas canceladas, bairros alagados e atendimento suspenso na Saúde 

Também foram realizados reforços das equipes e nas regiões mais afetadas pela chuva, são: Viana, Aracruz, Linhares e São Mateus. 

O Coronel também ressalta que, mesmo com os reforços, é importante que a população fique em alerta com os possíveis alagamentos e inundações. 

Ainda não há necessidade de recurso federal

Renato Casagrande também destacou que, mesmo com a gravidade da situação, ainda não há a necessidade do acionamento de recursos federais. 

"Ainda estamos vendo o tamanho da situação, buscando relatórios dos municípios. Mas, sempre que vemos a necessidade, vamos até o governo federal e buscamos parceria. Havendo necessidade, acionaremos", finalizou.

LEIA TAMBÉM: Veja os impactos das chuvas em todo o Espírito Santo 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.