Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Começa julgamento de jovem que invadiu escola em Jardim da Penha

O crime deixou as crianças, funcionários e familiares abaladas. Nove meses depois, as vítimas ainda tentam retomar as vidas

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Começou nesta sexta-feira (19) a primeira fase do julgamento do jovem que invadiu a Escola Eber Louzada Zippinotti, no bairro Jardim da Penha, em Vitória, em agosto do ano passado.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Na época do crime, o rapaz portava flechas, coquetel molotov, facas ninja e artefatos improvisados. O crime deixou as crianças, funcionários e familiares abaladas. Nove meses depois, as vítimas tentam retomar as vidas.

Entenda como será julgamento de invasor de escola

Durante o julgamento, todas as quatro crianças que foram vítimas da invasão serão ouvidas, acompanhadas por psicólogos, em uma sala especial do Fórum Cível, na Enseada do Suá, em Vitória.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Pai e filho são baleados durante assalto em ponto de ônibus em Cariacica

A transmissão para o Fórum Criminal será feita por videoconferência. O advogado da família de uma das vítimas, que também é assistente de acusação do Ministério Público, vai solicitar que o réu seja julgado pelo júri popular.

Publicidade

Relembre o caso: jovem invadiu escola com flechas e coquetel molotov

A escola foi invadida em 19 de agosto de 2022. A polícia foi chamada durante a tarde daquela sexta-feira, mas, quando chegou, o jovem já havia sido imobilizado pelos próprios funcionários da unidade.

LEIA TAMBÉM: Primos encontrados mortos em Cachoeiro inalaram gás tóxico, conclui perícia

Publicidade

Na ocasião, o rapaz entrou na instituição de ensino com facas, bombas caseiras, três bestas, munições, flechas e coquetel molotov. 

O acusado, que está preso desde o dia da invasão, afirmou aos policiais no momento em que foi detido que era um ex-aluno da escola.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.