Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Dia Mundial da Atividade Física é comemorado em 06 de abril

É preciso praticar pelo menos 30 minutos diários de exercícios para evitar complicações de saúde

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Foto: Divulgação/DINO

Criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para combater o sedentarismo, o Dia Mundial da Atividade Física é celebrado em 6 de abril. Uma pesquisa da OMS apontou que o sedentarismo pode afetar até 500 milhões de pessoas no mundo todo até o fim da década com doenças cardíacas, obesidade, diabetes e outras doenças não transmissíveis. No país os dados da pesquisa do IBGE apontaram que, em 2019, 40,3% dos brasileiros estavam sedentários.

Dados do Ministério da Saúde mostram que a atividade física regular é fundamental para prevenir e tratar doenças crônicas não transmissíveis e informa que as enfermidades são responsáveis por 71% de todas as mortes no mundo, incluindo as mortes de 15 milhões de pessoas por ano com idade entre 30 e 70 anos. 

Dr. Rizzieri Gomes, médico cardiologista e especialista em melhoria da qualidade de vida, traz informações sobre a importância de se exercitar, de ter tempo para cuidar de si mesmo e fazer, no mínimo, 30 minutos diários de exercícios físicos. “É importante limitar hábitos sedentários, tais como assistir à televisão ou ficar muito tempo apenas rolando o feed das mídias sociais”, afirma o médico. “Todos sabem que, atualmente, levamos uma vida muito corrida, cheia de compromissos. Mas é possível colocar a atividade física no meio dessa rotina louca. Podemos caminhar ou ir de bicicleta para o trabalho, subir pelas escadas em vez de usar os elevadores, estabelecer momentos com a família e/ou amigos para atividades ao ar livre e/ou em praças públicas para aumentar a atividade física no dia a dia, por exemplo”, completa o médico.

Publicidade

Entre os benefícios da atividade física estão a redução da pressão arterial e estresse, perda de peso, melhora da autoestima e da qualidade de vida”, afirma o médico. “Além disso, a atividade física constante melhora o condicionamento muscular e cardiorrespiratório, ajudando a evitar a perda de massa magra; ajuda na manutenção da saúde óssea e corporal da pessoa, reduzindo o risco de fraturas; reduz o risco de reduzem o risco de hipertensão, doença cardíaca coronária, AVC, diabetes, câncer de cólon e de mama e depressão”, completa o Dr. Rizzieri.

O Dr. Rizzieri Gomes dá algumas dicas para sair do sedentarismo:

Publicidade

1) Comece com uma atividade prazerosa. É possível começar caminhando no parque sozinho, com um amigo, com o cachorro, ou nadando na piscina do prédio, andando de bicicleta. O primeiro passo é entender o que dá prazer a cada um para que se tenha ânimo e vontade de sair de casa.

2) Para ter mais energia é preciso haver a mudança dos hábitos diários. Começar substituindo produtos na alimentação do dia a dia, deixando-a mais saudável com frutas, verduras e legumes. Não é preciso radicalizar e cortar tudo, mas diminuir a ingestão de embutidos e açúcares, por exemplo. E tomar mais água. Lembrar-se que o corpo humano precisa diariamente de vitaminas e minerais para funcionar perfeitamente. Um cardápio equilibrado traz diversos benefícios, tanto para o aspecto físico, quanto para o mental.

Publicidade

3) Tentar dormir melhor. Quando a pessoa começa se movimentar é normal que ela se sinta mais cansada; e ao mesmo tempo mais relaxada, o que ajuda na hora de dormir. Dormir não é apenas uma necessidade de descanso mental e físico. Durante o sono ocorrem vários processos metabólicos que, se alterados, podem afetar o equilíbrio de todo o organismo a curto, médio e, mesmo, a longo prazo. Sendo assim, a qualidade do sono está diretamente ligada a qualidade de vida e a promoção da saúde.

4) Tenha metas alcançáveis. Para melhorar cada pessoa precisa de um objetivo que seja plausível de ser cumprido. A pessoa pode começar com uma caminhada três vezes por semana, em vez de criar uma meta de ir todos os dias. Ou pedalar duas vezes por semana e caminhar outras duas ao invés de criar metas que muito rígidas, que deixe alta chance de fracasso.

5) Não se compare com ninguém. Cada pessoa tem seus objetivos pessoais. Cada um deve preocupar-se com a sua evolução e os seus resultados.

6) Respeito ao corpo é essencial. Cada um precisa se conhecer. O autoconhecimento é fundamental para o início das atividades físicas e seguir melhorando 10% a cada dia.

7) Manter-se ativo. É inegável que se manter ativo traz benefícios, com inúmeras vantagens. Muitas vezes temos dificuldade em mudar uma rotina sedentária, especialmente quem tem que lidar com diversas coisas ao mesmo tempo e adotar práticas mais saudáveis acaba se tornando uma tarefa que fica no fim de uma lista com outras prioridades, mas não desista.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.