Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Eletroeletrônicos ficam até 33% mais caros na véspera do Natal

Pulseiras inteligentes, cafeteiras e jogos eletrônicos lideram o ranking dos produtos com os preços mais altos da categoria

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Quem deixou para comprar o seu presente de Natal na última hora pagará mais caro por eletroeletrônicos como celular, videogames e cafeteira.

Pesquisa feita pelo Ibevar (Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo & Mercado de Consumo) aponta que produtos desta categoria estão 33% mais caros desde a primeira quinzena de dezembro.

Em novembro, outra pesquisa do instituto já havia mostrado um efeito parecido às vésperas da Black Friday.

Desta vez, os itens que mais subiram foram:

Publicidade

• Pulseiras inteligentes (smartbands), com alta de 33,5%;

• Videogames (21,8%);

Publicidade

• Cafeteiras elétricas (21,4%);

• Jogos eletrônicos (21,3%)Pulseiras e jogos eletrônicos, cafeteiras e caixas de som lideram o ranking

Publicidade

• Caixa de som e bluetooth (20,3%)

• Forno (13,3%)

• Tablet (13,2%)

• Fones de ouvido (13%)

• Celular (12,4%)

A pesquisa acompanhou os preços de 6.500 itens de 28 categorias desde o mês de julho de 2020.

Produtos ficam até 44% mais caros em 6 meses

A valorização do dólar e a escassez de insumos para a maioria das indústrias, geradas pela pandemia do novo coronavírus, causaram reajuste de preços em grande parte dos produtos vendidos no Brasil — desde material de construção até eletrônicos.

A alta nos preços é mais elevada sobre os bens duráveis. Alguns dos itens cobertos pela pesquisa ficaram até 44% mais caros desde o mês de julho.

Os eventos de compras (Black Friday e Natal) ajudaram a esticar os preços, mas o maior custo do setor de eletroeletrônicos também contribuiu para as altas nas prateleiras.

Os produtos que mais encareceram desde julho foram:

• Ventilador (44,9%)

• Videogame (44,4%)

• Forno (37,7%)

• Jogos eletrônicos (37,5%)

• Liquidificador (36,3%)

• Projetores (32,5%)

• Fogão (31,6%)

• Geladeira (30,2%)

• Aspirador de pó (29,1%)

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.