Folha Vitória Empresa desenvolve máquina portátil de remoção de tatuagem

Empresa desenvolve máquina portátil de remoção de tatuagem

Q-Wipe é projetado para os profissionais que trabalham com despigmentação de sobrancelhas e remoção de tatuagem pequenas e de tamanho...

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

Em um país em que há cada vez mais estúdios de tatuagens e piercings, como apontam dados do Data Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que dão conta da existência de, ao menos, 22.568 espaços comerciais funcionando para este propósito, é cada vez mais comum que pessoas tatuadas recorram a processos para remover estas intervenções estéticas corporais.

Existem, atualmente, várias técnicas para remoção de tatuagem, incluindo lasers, peelings químicos, dermoabrasão e cirurgia. Entre essas opções, aquela que é considerada pelos especialistas do setor como a mais comum - e, também, a mais segura e eficaz - é a remoção por laser. 

O laser funciona emitindo pulsos de luz que são absorvidos pelo pigmento da tatuagem, fragmentando-o em partículas que são então eliminadas pelo corpo. O número de sessões necessárias, além disso, varia de acordo com diversos fatores, como o tamanho, a cor e a localização da tatuagem, bem como o tipo de pele e o tipo de laser utilizado.

Em um mercado em constante crescimento, são cada vez mais comuns que surjam inovações tecnológicas em equipamentos deste segmento. Um deles é o Q-Wipe, equipamento regulamentado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) que utiliza a tecnologia Nd Yag Q-Switched. Trata-se de um laser portátil para remoção de pigmentos fabricado pela Ícone Medical Group, desenvolvido em colaboração com o Dr. Giancarlo Pincelli, profissional graduado em Biomedicina, com pós-graduação em estética, e mestrando em Biofotônica.

O Q-Wipe é projetado para os profissionais que trabalham com despigmentação de sobrancelhas e remoção de tatuagem pequenas e de tamanho médio.  Os equipamentos portáteis possuem tecnologia de nanosegundos, com comprimento de onda puro 1064nm e cristal de KTP 532nm, além de uma porteira adicional de 1320nm para o tratamento de peeling de carbono. 

Segundo o Dr. Giancarlo Pincelli, o equipamento tem por principal característica o fato de ser “portátil de verdade”, com uma alça de transporte fácil, “sendo possível ser carregada apenas com uma mão por qualquer adulto”. Além disso, pontua ele, o produto possui “um sistema de segurança antipirataria e design em kevler”.

O profissional explica que o projeto teve o início do desenvolvimento no ano de 2021, em uma parceria realizada entre a Ícone Medical Group e a SP Laser Outlet, empresa de comercialização em laser de remoção de pigmentos. “Participei da elaboração do projeto, sugerindo e revisando cada etapa do processo de desenvolvimento do projeto e dos acessórios que acompanham o produto final”, diz Pincelli.

Ele acrescenta que o equipamento ainda contará com os parâmetros de utilização para o usuário final desenvolvidos por ele próprio, “diferentemente dos concorrentes, que utilizam o padrão recomendado de fábrica”.

Para mais informações, basta acessar: https://splaseroutlet.com.br/laser-portatil-qwipe/

Últimas