Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

"Estou aqui por eles e pelo Jayme", diz mãe dos quíntuplos capixabas

Em entrevista ao programa Hoje em Dia, Mariana Mazelli contou como tem sido a rotina com os gêmeos após a morte do marido, em abril...

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Pouco menos de um mês desde a morte do empresário Jayme Reisen, pai dos quíntuplos capixabas Laís, Beatriz, Bella, Benício e Jayme, e às vésperas do Dia das Mães, Mariana Mazelli, mãe das crianças, deu uma entrevista à TV Record sobre como vem sendo a nova rotina. 

"Estou aqui por eles e pelo Jayme", resumiu a mãe das crianças, num depoimento marcado pela força.

O marido de Mariana morreu no final da noite de 19 de abril, em um hospital de São Paulo.

O pai dos cinco e de um adolescente havia sido diagnosticado com um linfoma em março do ano passado, tendo ficado internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do A.C Camargo Cancer Center, para a fase final da batalha contra a doença.

Publicidade

Ao programa Hoje em Dia, o repórter Caio Dias conversou com Mariana em Guarapari, no apartamento onde ela reside com os quíntuplos. Ela aproveitou para contar como tem sido o dia a dia com as crianças:

“Benício tem síndrome de Down e Bella e Beatriz têm paralisia cerebral, sendo que os três fazem terapia em Vila Velha às terças e quintas, onde passo a tarde com eles. Já Jayme e Laís estudam todos os dias da semana. Nas segundas, quartas e sextas, todos os irmãos vão à escola e são da mesma sala”, contou.

Publicidade

Para cuidar deles, Mariana conta com a ajuda da avó das crianças, Marina, e de duas babás. A rotina dos pequenos, que em junho completam 4 anos de idade, começou a ser acompanhada nas redes sociais por milhares de pessoas antes mesmo do nascimento. De lá para cá, foram muitos desafios e descobertas.

Apesar dos cinco corações terem sido gerados juntos, a personalidade de cada um é bem diferente. 

Publicidade

“Por incrível que pareça, são gêmeos, mas são totalmente diferentes. Laís é muito vaidosa, acho que me puxou. Jayme é hiper levado, puxou ao pai. O Benício tem uma personalidade forte: se ele tiver brincando e eu interromper, ele vai chorar e espernear, tudo no momento dele. A Beatriz é super ansiosa e Bella é uma lady, tranquila, serena”, descreveu.

A mãe dos quíntuplos é advogada, mas para se dedicar à criação dos cinco filhos deixou a profissão para trabalhar perto deles, como influenciadora digital. A grande família comoveu o Brasil recentemente com o anúncio do falecimento do pai das crianças.

“À época que descobriu a doença, já estava em fase avançada e agressiva. Infelizmente, o que aconteceu com ele é uma síndrome muito rara, que acontece com 4% dos pacientes e aconteceu com ele”, disse Mariana.

Ela relembrou que o marido foi um grande guerreiro desde o início do tratamento contra um linfoma. “Ele não deixou se abater. Mesmo doente, continuou a vida normalmente, trabalhando, treinando, porque a gente acreditava muito na cura”, pontuou.

O empresário estava em tratamento em um hospital em São Paulo e ficou um longo período longe dos filhos. No aniversário de 40 anos, em fevereiro deste ano, a família resolveu fazer uma surpresa e ir ao centro hospitalar visitá-lo, um encontro marcado pela emoção. 

Mariana e Jayme ficaram juntos por 11 anos. Após a morte do marido, ela tem no amor pelos filhos o combustível para seguir em frente, e, claro, uma torcida virtual que continuará acompanhando esta rotina quintuplicada.

“Está sendo muito bonito ver toda esta torcida e isso vem me fortalecendo, estou recebendo muitas orações e sei que isso está me tornando mais forte para aceitar. Além disso, tudo que Jayme passou para mim também está me ajudando agora, mesmo que difícil e com o coração dilacerado”, declarou Mariana.

* Com informações do repórter Caio Dias para a RecordTV

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.