Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Notícias R7 – Brasil, mundo, saúde, política, empregos e mais
Publicidade

Família de motociclista morto em acidente vai receber mais de R$ 140 mil de indenização

Processo foi aberto pela mãe e pelo avô da vítima. Acidente aconteceu no Sul do Espírito Santo

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

A família de um motociclista que morreu em um acidente de trânsito, em janeiro de 2019, no Sul do Espírito Santo, será indenizada em mais de R$ 140 mil. O processo foi aberto pela mãe e pelo avô materno da vítima.

A Justiça condenou a mulher que dirigia o carro que atingiu a moto e também a empresa de seguros. A decisão é do juiz Frederico Ivens Mina Arruda de Carvalho, da 1ª Vara Cível de Cachoeiro de Itapemirim.

 >> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

De acordo com o processo, a mulher, ré no processo, alega que o acidente teria acontecido devido à conduta da vítima na direção da motocicleta, que estaria sem a devida habilitação e com os faróis da moto apagados. 

Publicidade

No entanto, o laudo da perícia do acidente analisado pelo Departamento de Criminalística da Polícia Civil indicou que o veículo conduzido pela ré teria invadido a contramão, colidindo a parte de trás direita com a motocicleta.

LEIA TAMBÉM: Morte de sargento: 2º suspeito é preso em campo de futebol

Publicidade

Uma testemunha que dirigia um veículo atrás do automóvel da ré também foi ouvida no processo. Ela relatou que chegou ao local poucos segundos após a colisão e viu o carro na contramão e o motociclista já morto.

Diante disso, o juiz Frederico Ivens entendeu que havia responsabilidade da motorista do carro.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Avô salva neto de ataque de abelhas e é internado em estado grave no ES

Por danos morais, o magistrado condenou a condutora a pagar R$ 80 mil para a mãe do motociclista e R$ 60 mil para o avô dele.

Já por danos materiais, a mulher e o seguro foram condenados a pagar solidariamente o valor de R$ 3.908 e R$ 1.900, respectivamente.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.