Folha Vitória Fazendinha é reaberta após 7 dias fechada por causa de gripe aviária

Fazendinha é reaberta após 7 dias fechada por causa de gripe aviária

O local foi fechado após um ave, conhecida como Trinta-réis-bando, receber o diagnóstico do vírus da influenza aviária (H5N1)

Folha Vitória
Foto: IMD/ Reprodução
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

O Refúgio da Vida Silvestre da Mata Paludosa, localizado na Fazendinha em Jardim Camburi, Vitória, foi reaberto para visitantes a partir desta terça-feira (23). O local foi fechado após uma ave, conhecida como Trinta-réis-bando, receber o diagnóstico do vírus da influenza aviária (H5N1). 

Segundo informações da Prefeitura de Vitória, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semmam), foi notificada da reabertura pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf). 

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Durante a vistoria, de acordo com o termo emitido pelo Idaf, "todos os animais do local testaram negativo para influenza viária", dentre eles estão: aves, gansos, patos, marrecos, jabutis e jacarés. 

O Ministério da Saúde já havia descartado o caso suspeito de um funcionário do parque com gripe aviária, após exames darem resultado negativo para o H5N1.

Pássaro teve diagnóstico confirmado no dia 16 

No dia 16 deste mês, uma ave silvestre marinha conhecida como Trinta-réis-bando (Thalasseus acuflavidus) teve confirmado o diagnóstico do vírus da influenza aviária H5N1 pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). 

O pássaro foi encontrado caído na Fazendinha e, seguindo os protocolos de segurança exigidos, foi levado para exames, que detectaram o vírus.

>>Gripe aviária: caso em parque do ES é descartado 

A Semmam observa que o pássaro Trinta-réis-bando não integra a lista de animais presentes na Fazendinha, mas é migratório, ou seja, que sai do seu local de origem e passa pelo litoral capixaba. 

A Secretaria ressalta que os demais parques da cidade continuam abertos e não tem registros de gripe aviária.

LEIA TAMBÉM: Gripe aviária: 26 aves são sacrificadas no ES por prevenção à doença

Últimas