Folha Vitória Festival de judô inclusivo acontece neste sábado em Vila Velha

Festival de judô inclusivo acontece neste sábado em Vila Velha

Evento vai reunir 150 atletas do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro para demonstrar que o esporte pode ser um excelente...

Folha Vitória

Crianças, adolescentes e adultos com e sem deficiência (pessoas típicas e atípicas) estarão juntos no tatame no 1º Festival Farmes Henkan de Judô Inclusivo do Espírito Santo, neste sábado (13), em Vila Velha. Aberto ao público, o evento contará com a participação de 150 atletas do Estado, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e vai ser a primeira iniciativa do tipo no Brasil.

Dos atletas inscritos, que têm idades de 3 a 50 anos, 60% não têm nenhum tipo de deficiência e 40% são atípicos, com deficiências físicas ou intelectuais. 

A partir das 8 horas, haverá demonstração de crianças de três a seis anos. Às 9 horas, vai ser a vez daquelas com 7 a 10 anos. E das 10 horas em diante, a demonstração será de como pode ser um torneio exclusivamente com pessoas atípicas.

Foto: Divulgação
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Sensei Erivanaldo Medeiros do Amaral (direita), com Thiago Deps, judoca autista que estará presente no festival “Nosso objetivo é difundir o judô enquanto ferramenta de inclusão e difusão da importância da boa interação entre crianças e adolescentes típicos e atípicos. O esporte tem um enorme poder transformador que é capaz de unir pessoas e quebrar tabus sociais. O judô, uma arte marcial milenar que preza pelo respeito, disciplina e superação, tem se destacado como um excelente meio de inclusão social, valorizando a diversidade”, explica o sensei Erivanaldo Medeiros do Amaral, idealizador do evento.

Para ele, oportunidades como essas têm um papel fundamental na promoção da diversidade e no empoderamento de pessoas especiais, proporcionando possibilidades de participação ativa no mundo esportivo, o que contribui diretamente para a construção de uma sociedade mais igualitária.

Socialização

Ao conferir o festival, o público terá a oportunidade de conhecer histórias inspiradoras de superação e testemunhar o potencial das pessoas com deficiência, mudando assim a percepção sobre suas capacidades.

Para o presidente da Farmes, Braz Luiz Bosi, o judô inclusivo vai além de promover a prática esportiva entre pessoas especiais, mas também busca quebrar preconceitos e estereótipos, mostrando que todos têm habilidades e potencialidades a serem desenvolvidas.

“É através do esporte que pessoas com diferentes habilidades podem se envolver em uma atividade física saudável, desenvolver suas capacidades motoras e cognitivas e, ao mesmo tempo, construir amizades e laços de solidariedade. Um festival como esse é essencial para promover a ideia da igualdade de oportunidades, o desenvolvimento pessoal, a saúde e o bem-estar, além de contribuir para a sensibilização e mudança de percepção. Enfim, é um meio poderoso de construir uma sociedade mais justa, diversa e acolhedora”, conclui Braz.

O sensei Erivanaldo acredita que depois do 1º Festival Farmes Henkan de Judô Inclusivo do Espírito Santo, as pessoas vão ter uma melhor consciência de que é possível unir pessoas típicas e atípicas, com fé e crença de que tudo é possível. “Esse é o melhor caminho para a socialização do ser humano, independentemente de ter alguma deficiência ou não.”

Serviço

1 º Festival Farmes Henkan de Judô Inclusivo

Data: 13 de maio de 2023 (sábado)

Horário: das 8 às 11 horas

Local: Centro Educacional Praia da Costa (CEPC) – Av. Antônio Gil Veloso, 1.300, Praia da Costa, Vila Velha/ES

Últimas