Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Furto de energia elétrica, "gato" é descoberto em motel de Ibatiba

O famoso "gato" é considerado crime e o custo da energia usada irregularmente é repassado a todos os usuários da rede

Folha Vitória|

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Um furto de energia elétrica, o famoso "gato", foi descoberto durante uma inspeção realizada pela Polícia Civil e técnicos da EDP na tarde desta quinta-feira (16), em um motel localizado no Córrego da Floresta, em Ibatiba.

No local, os peritos encontraram uma fraude no medidor, caracterizando furto, ou seja, foi constatado que parte da energia consumida não era paga pelo proprietário do local. 

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Fazer "gato" é crime

O furto de energia é um crime previsto no Código Penal Brasileiro e pode gerar uma pena de 1 a 4 anos de reclusão ou multa.

Publicidade

Além do processo criminal, o proprietário do local arcará com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo, conforme a regra da Resolução ANEEL – Agência Nacional de Energia Elétrica.

O furto de energia, além de ser uma prática perigosa, pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população que sofre com a falta do fornecimento em suas residências e ruas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda devido à queda na qualidade da energia.

E, ao contrário do que muitos imaginam, o furto de energia elétrica não traz perdas apenas para a Concessionária. Os maiores lesados são os próprios consumidores. Como a tarifa abrange também as perdas elétricas, o custo da energia usada irregularmente pelas pessoas que cometem esse crime é parcialmente repassado a todos os usuários da rede.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.