Folha Vitória Homem agride mulher em Vitória e finge ser policial para não ser preso

Homem agride mulher em Vitória e finge ser policial para não ser preso

A vítima contou que o suspeito a estava mantendo presa dentro de casa. O caso ocorreu no Centro da Capital

Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Um homem foi preso após agredir uma mulher no Centro de Vitória. Tudo aconteceu na noite do último domingo (26) e, no momento da abordagem, o suspeito se apresentou como policial militar, declaração desmentida rapidamente pelos agentes que atendiam a ocorrência.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

As agressões aconteceram na região do Parque Moscoso, no Centro de Vitória. Durante a noite, agentes da Guarda Municipal foram acionados por testemunhas que escutaram gritos, discussões e ameaças.

LEIA TAMBÉM: Morte na Serra: vídeo mostra suspeita com faca na mão após golpear colega do marido

Assim que chegaram no local, os agentes viram as marcas pelo corpo da vítima, uma mulher de 41 anos. Para a Guarda, o suspeito, de 41 anos, se apresentou como policial militar.

Vítima estaria presa em casa

Em conversa com a equipe da guarda, a vítima contou que o homem estava mantendo ela presa em casa e que por isso, ela chegou a pensar que fosse morrer. Ela também disse desconfiar do homem e que não acreditava que ele seria policial.

Com isso, os agentes entraram em contato com a Polícia Militar e a corporação confirmou que o suspeito não era militar.

"Foi identificado de que não se tratava de um policial militar e que há dois anos e três meses, ele mentia para toda a família da mulher e para seus amigos. Na verdade, ele se trata de um estelionatário que vem cometendo crimes no Espírito Santo e em outros estados", explicou o agente Achiles Prevedello, da Guarda Municipal de Vitória.

O casal foi encaminhado para o Plantão Especializado da Mulher, em Vitória. Segundo a Guarda, o suspeito estava agitado e precisou ser algemado. 

Em nota, a Polícia Civil informou que o suspeito foi autuado em flagrante por vias de fato, falsa identidade e encaminhado ao Centro de Triagem de Viana (CTV). Abalada com tudo o que aconteceu, a vítima preferiu não conversar com a imprensa sobre o caso.           

* Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória/Record TV.

Últimas