Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Instrutor de escolinha de futebol dizia ser "Anjo Gabriel" para abusar de alunos no ES

Segundo a delegada Edilma Oliveira, o homem de 47 anos fazia uma espécie de lavagem cerebral nas vítimas para cometer os abusos

Folha Vitória|Do R7

Foto: Divulgação / Polícia Civil

O instrutor de uma escolinha de futebol, suspeito de abusar sexualmente de adolescentes no município de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, dizia ser o 'Anjo Gabriel para abusar das vítimas. Ele foi preso na manhã de terça-feira (21), em cumprimento de mandado de prisão condenatório. 

A prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) e da Delegacia de Proteção à Criança ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI) de Cachoeiro de Itapemirim, na casa do suspeito. 

Segundo a titular da DPCAI de Cachoeiro de Itapemirim, delegada Edilma Oliveira, o homem de 47 anos fazia uma espécie de lavagem cerebral nos adolescentes para cometer os abusos.

Publicidade

“Ele fazia uma lavagem cerebral nas vítimas, dizendo que era o 'Anjo Gabriel' e que precisava de 'energia' para recuperar suas asas, essa 'energia' segundo ele, vinha da prática sexual com os adolescentes”, explicou a titular da DPCAI de Cachoeiro de Itapemirim, delegada Edilma Oliveira.

Os abusos sexuais teriam acontecido em 2018. Segundo a polícia, na época, o suspeito teria abusado sexualmente de alunos de uma escolinha de futebol nas excursões dos jogos e na sua própria residência.

Publicidade

Uma adolescente de 15 anos, que também foi uma das vítimas, contou para a polícia que viu o instrutor abusando sexualmente de outros adolescentes e denunciou o fato aos pais.

“Ao perceber que os atos do professor eram errados, a menina relatou aos pais o que o professor fazia com ela e seus colegas”, informou a delegada.

Publicidade

As equipes policiais instauraram um Inquérito Policial para investigar o homem. Depois de feito o levantamento sobre o endereço do suspeito, foram realizadas diligências no local e o instrutor foi abordado quando saía de casa para trabalhar.

O homem já foi condenado pelo crime de violação sexual mediante fraude, sendo encaminhado ao Presídio Regional de Cachoeiro de Itapemirim (PRCI), onde permanece à disposição da Justiça. 

Leia também: 

>> Jovem suspeito de matar companheiro da ex-namorada no interior do ES se apresenta à polícia

>> VÍDEO | Menos de um minuto: homem invade loja e deixa prejuízo de R$ 8 mil

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.