Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Pai mata filhas carbonizadas e grava crime para se vingar de esposa

O crime aconteceu na região metropolitana de Goiânia. De acordo com os policiais, o homem teria gravado a ação e enviado à mãe e aos...

Folha Vitória|

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Um homem foi preso na terça-feira (23), suspeito de matar as filhas, de 4 e 8 anos, carbonizadas, em Santo Antônio de Goiás, na região metropolitana de Goiânia. Segundo a polícia, ele cometeu o crime para se vingar da esposa, de quem estava se divorciando, após descobrir uma traição.

De acordo com os policiais, o homem teria gravado a ação e enviado à mãe e aos avós das crianças. Nas imagens, as duas meninas chegaram a implorar para que o pai não as matasse, segundo o delegado da Polícia Civil de Goiás, Humberto Teófilo.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Em conversa telefônica obtida pela polícia, ele conversa com os avós maternos e indica que mataria as crianças. Os avós tentam fazer com que ele desista, mas o homem afirma que as filhas vão "morar no céu" e uma delas responde: "Não faz isso, pai". 

Publicidade

Segundo informações da Record TV, Ramon de Souza Pereira teria desconfiado de uma traição da mulher, com quem já estava em processo de divórcio, e decidiu colocar um rastreador no carro, o que o levou ao flagrante da esposa com o amante.

Após a descoberta, o homem agrediu a mulher e saiu em direção à escola das filhas para buscá-las. As duas foram levadas pelo pai a uma zona de mata e assassinadas.

Publicidade

A polícia foi acionada e encontrou o veículo carbonizado, com os corpos das vítimas, perto da rodovia Goiás, 462, na região de Santo Antônio de Goiás. Os corpos foram levados para o Instituto Médico-Legal de Goiânia. 

Após ser preso, Ramon tentou tirar a própria vida, segundo os policiais. Ele foi encaminhado para um hospital e passou por cirurgia na noite de terça-feira (23). 

Com informações do Portal R7. 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.