Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Passagem aérea cara? Confira formas de viajar que pesam menos no bolso

Preço dos bilhetes a´éreos subiu 40% em 2021 e viajantes precisaram aguçar a criatividade para chegar a seus destinos

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Ver as nuvens de perto tem se tornado cada vez mais caro, isso porque o preço das passagens aéreas têm ficado mais "salgado" a cada dia.

A alta no valor da passagem para esse tipo de transporte tem feito com que muitos consumidores repensem as opções e busquem formas de encontrar viagens mais baratas, pagando menos pelos bilhetes aéreos.

Exemplo disso é uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada na Grande Vitória, e que mostra que os preços das passagens aéreas subiram 40% em 2021 em relação ao ano anterior, o que fez com que os viajantes procurassem opções mais econômicas para chegar a seus destinos.

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Publicidade

É o caso da jornalista Maylla Martins. Recentemente ela fez uma viagem a Bahia e para poupar, decidiu ir numa excursão. Segundo ela, conseguiu aproveitar o passeio ao máximo e o bolso agradeceu. 

"Eu fiz uma viagem em janeiro para Morro de São Paulo, na Bahia, de excursão. O que eu paguei nessa viagem de transportes, passeios lá, eu acho que não chega nem perto da passagem que eu pagaria de avião, só de ida. Fora que lá é uma ilha, então você tem que chegar no lugar e procurar outros tipos de transporte, seria um transtorno a mais que eu pagaria muito mais", contou.

Publicidade

A mesma pesquisa do IBGE que analisou o preço das passagens aéreas também avaliou que também aumentou o valor para viajar de ônibus. As viagens interestaduais ficaram 6,5% mais caras e 2021 e no ano passado, inflaram ainda mais 3%.

Apesar do aumento, nas rodoviárias, os passageiros ainda preferem economizar um pouco no conforto, mas poupar dinheiro para viajar. Como relata a aposentada Donizete Marilu. 

Publicidade

Ela já foi para o Nordeste, para o Norte, para todo lugar e sempre de avião, mas ultimamente, os preços salgados não têm colaborado. 

"Já fui no Rio Grande do Norte, no Mato Grosso é bem salgada a passagem. Agora não faço, tem que pegar uma promoção boa", disse.

A consultora de gestão empresarial Elisabeth Monteiro pensa da mesma forma. No fim do ano passado, ela fez uma viagem de avião, mas não pôde repetir a dose em 2023, uma vez que uma passagem para São Paulo beirava os R$ 2 mil. 

"Foi muito caro, agora também fui procurar e encontrei o preço de R$ 1900 para ir para São Paulo. É um absurdo! Precisaria saber os custos, tudo isso, mas a gente não tem todos esses acessos".

Mesmo com a alta nos preços, há quem não abra mão de viajar de avião quando o trajeto é muito longo. Mesmo gastando mais, a professora Bárbara Guisolfi faz uma força para ir ao aeroporto, mas avisa: toda viagem precisa ser pensada e as passagens têm que ser compradas com antecedência. 

"Para a gente viajar tem que comprar com muita antecedência, fora da temporada, para poder pagar um valor mais justo", afirmou.

Leia Também: Voos de Vitória a Campos dos Goytacazes terão novos horários

*Com informações do repórter Rogério Gomes, da TV Vitória/Record TV 

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.