Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Pessoas com graduação ganham mais, aponta Instituto SEMESP

Estudos indicam que pessoas com formação têm mais chances de crescimento profissional

Folha Vitória|

Foto: Divulgação/DINO

A busca por melhores oportunidades de trabalho, no mercado cada vez mais competitivo, exige melhor formação. Pesquisas recentes, ou uma simples consulta na internet para vaga de emprego, mostram que o curso superior é um requisito básico, diferencial para superar a concorrência, para obtenção de emprego e para ter êxito na carreira que se escolhe.

Um estudo realizado pelo Instituto SEMESP – órgão que representa as mantenedoras de ensino superior no Brasil – aponta o crescimento salarial para aqueles que têm curso superior. A pesquisa foi realizada com cerca de 8.500 alunos e ex-alunos de graduação, e demonstrou que o número de profissionais que recebem salários acima de R$ 5 mil tiveram um crescimento de 135% após a conclusão do curso de graduação.

Para o coordenador de Cursos de Pedagogia e RH da UniPaulistana, professor André Christian Dalpicolo, é visível o interesse de jovens por formação superior em várias áreas. Ele destaca que, diante de um mercado de trabalho cada vez mais exigente, cresce também a responsabilidade dos cursos de formação para preparar profissionais que vão atender à demanda atual.

Publicidade

Outro ponto de destaque diz respeito à quantidade de pessoas qualificadas para preencher essas vagas. Um estudo realizado pelo Observatório Nacional da Indústria sobre demandas futuras por mão de obra e para orientar a formação profissional, revelou que até 2025 o país precisará qualificar 9,6 milhões de pessoas para ocupações na área da indústria; e desse total, 2 milhões em formação inicial. Paralelamente, outro estudo do Banco Mundial, sobre cursos tecnológicos, mostra que o egresso de graduação tem melhor desempenho no mercado de trabalho do que os que não concluíram a graduação.

O estudo volta a ser relevante para obter uma carreira de sucesso: "Como professor, é recompensador ver o reconhecimento real do estudo de meus alunos pelo mercado de trabalho", diz André.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.