Folha Vitória Reserva Águia Branca: conservação da biodiversidade em um lugar de encantos

Reserva Águia Branca: conservação da biodiversidade em um lugar de encantos

A área é a maior RPPN do Espírito Santo e proporciona uma experiência completa ambiental, educacional e de hospedagem

Folha Vitória

Os números impressionam: 396 espécies de flora, 357 espécies de aves e 12 cursos hídricos. A Reserva Ambiental Águia Branca, em Vargem Alta, no Sul do Espírito Santo, é lugar de encantos e de uma rica biodiversidade em seus 2.225 hectares de área. 

O espaço, entre os parques estaduais de Pedra Azul e Forno Grande, é uma extensa área verde, rica em recursos hídricos e abrigo de uma ampla variedade de espécies de fauna e flora.

Foto: Leo Merçon
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória

Mantida pelo Grupo Águia Branca desde 2007, a Reserva Águia Branca ganhou em 2017 o título de Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). É a maior do Estado, inclusive. 

Isso significa que a reserva é uma unidade de conservação (UC) de domínio privado, com o objetivo de conservar a diversidade biológica.

Tornar-se uma RPPN, para o diretor de Relações Institucionais do Grupo Águia Branca, Bruno Chieppe, foi um grande avanço para que eles conseguissem fazer as melhorias e trabalhos desejados na Reserva Águia Branca. 

“A busca de transformá-la numa RPPN foi no sentido de promover, por meio dela, mais educação, conscientização e parcerias. Além disso, quando você transforma uma área de Mata Atlântica numa RPPN, você tem uma representatividade muito maior, até mesmo na hora de conversar com outra RPPN.”

Entre as atividades da RPPN estão aquelas relacionadas à proteção, às pesquisas científicas e monitoramento, à visitação, à comunicação e à educação ambiental, todas dentro dos pilares água, corredor ecológico e biodiversidade. 

Dentre os projetos de destaque mantidos na Reserva Águia Branca estão o Águas do Itapemirim, uma mobilização da sociedade para atuar na recuperação dos rios das bacias hidrográficas do bioma; o Conservação em Rede, de cooperação, intercâmbio e divulgação de experiências, e outros de preservação da biodiversidade, como os da espécie saíra-apunhalada, abelha uruçu-capixaba e palmeira-juçara. 

Há, inclusive, uma parceria com o Instituto Marcos Daniel no Programa de Conservação Saíra-Apunhalada. O pássaro é o grande símbolo do lugar e estima-se que há pouco mais de 20 deles na região.

A atuação da Reserva Águia Branca sobre os pilares água, corredor ecológico e biodiversidade, na opinião da head de Sustentabilidade do Grupo Águia Branca, Adriana Denadai, pode ser considerada seu grande diferencial. 

Por meio de ações de educação ambiental, eventos culturais, pesquisas científicas e parcerias, a reserva desempenha um papel com foco na disseminação do conhecimento, conscientização e desenvolvimento regional.

Preservação de mais de 800 espécies de plantas e animais

A Reserva Águia Branca é um importante remanescente de Mata Atlântica, contribuindo para preservar mais de 800 espécies de plantas e animais, alguns deles raros e ameaçados de extinção. 

É o caso, por exemplo, da saíra-apunhalada (Nemosia rourei), um passarinho de 20 gramas e 12 centímetros que só pode ser encontrado na região (e em baixíssimo número, por ser uma das aves mais ameaçadas do mundo).

Na flora, destaque para a cobertura vegetal amplamente preservada: 91% representam florestas primárias ou em estágios avançados de regeneração, sendo 76,3% da área já reconhecidas como RPPN. 

Destaque também para a palmeira-juçara (Euterpe edulis martius), cujos frutos são consumidos por muitas espécies de aves, principalmente, e dos quais se extrai uma polpa muito semelhante a do açaí.

Foto: Leo Merçon
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Palmeira-juçara

Os recursos hídricos também são abundantes. Na área da reserva há dezenas de nascentes e 12 cursos hídricos que compõem a bacia do Rio Itapemirim. Destes, 11 rios nascem na área da reserva.

Foto: Leo Merçon
Folha Vitória

Folha Vitória

Folha Vitória
Dos 12 cursos de rio que passam pela Reserva Ambiental Águia Branca, 11 nascem nela.

O Grupo Águia Branca espera que a área de RPPN possa ser ampliada, de modo a permitir preservar e proteger ainda mais a região. 

Além disso, a Reserva Águia Branca já conta com chancelas ambientais importantes, conferidas apenas a instituições que desempenham ações de conservação e educação ambiental.

Banho de floresta

Desde sua reabertura, em 24 de julho de 2022, a Reserva Águia Branca já recebeu cerca de 2 mil pessoas, que estiveram na região para visitas pedagógicas, como hóspedes do eco lodge mantido pelo Grupo Águia Branca anexo à área da reserva ou apenas para conhecer o espaço. 

Muitos deles nem sabiam, mas estavam prestes a receber ali um banho de floresta. Trata-se exatamente do que o nome diz: banhar-se da natureza. A técnica terapêutica foi desenvolvida no Japão em 1982 e consiste em ficar dentro de uma floresta por pelo menos meia hora.

O Shinrin-Yoku, como o banho de floresta é chamado no Japão, foi uma iniciativa do próprio governo japonês para promover saúde pública e incentivar as pessoas a se conectarem com a natureza, numa experiência que envolve os cinco sentidos. 

Os benefícios da imersão atingem diretamente corpo e mente, fortalecendo a saúde, relaxando profundamente e gerando bem-estar. 

Os japoneses acreditam que a prática regula a pressão arterial, os batimentos cardíacos, o nível geral de relaxamento e a qualidade do sono, além de diminuir a presença de hormônios associados ao estresse e aumentar em mais de 50% a presença de células antitumorais na circulação sanguínea.

Eco lodge

Para além da atuação ambiental, há ainda no espaço uma opção de hospedagem totalmente em consonância com a cultura, os valores e o propósito da Reserva Natural Águia Branca, o Eco Lodge Natureza. 

O empreendimento foi idealizado para proporcionar aos hóspedes uma verdadeira conexão com as belezas naturais das montanhas capixabas, seguindo todas as premissas de sustentabilidade e conscientização ambiental.

O local conta com estrutura para eventos, espaço de convivência no entorno do lago, auditório para 80 pessoas, quadras de tênis e beach tennis, campo de golfe, quadra poliesportiva, salão de jogos, piscina, sauna, parquinho e brinquedoteca.

Últimas