Folha Vitória Retomada do turismo impulsiona primeira fintech do setor

Retomada do turismo impulsiona primeira fintech do setor

O faturamento do turismo brasileiro cresceu 28% em 2022; a expansão após o período de pandemia impulsiona inovações no mercado, como...

Folha Vitória
Foto: Divulgação/DINO

Ao que tudo indica, as turbulências vivenciadas pelo setor de turismo brasileiro ao longo de toda a pandemia de Covid-19 agora são coisa do passado. O turismo do país alcançou um faturamento de R$ 208 bilhões em 2022, um aumento de 28% em relação a 2021, como mostra o levantamento mensal do FecomercioSP (Conselho de Turismo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), com base em dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em dezembro do ano passado, o setor já tinha crescido 14,4%. No acumulado do último ano, todos os segmentos prosperaram, com destaque para o de transporte aéreo, que faturou R$ 66,5 bilhões, na esteira de elementos como a chegada das férias escolares e o período de alta temporada. O resultado foi 65,2% maior do que o registrado em 2021.

Os números positivos do turismo impulsionam uma série de inovações no mercado. Exemplo disso, a Valepay iniciou a operação em outubro de 2019, superou os desafios da crise sanitária e obteve um crescimento de 95% comparado ao ano anterior.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a fintech - que é a primeira do setor de turismo - já aumentou a sua receita em 300%. A propósito, há 1289 fintechs no Brasil que, juntas, geram mais de 100 mil empregos, de acordo com a ABFintechs (Associação Brasileira de Fintechs),

Carlos Fonseca, cofundador da Valepay - meio de pagamentos exclusivo para o setor de turismo, conta porque ao menos dois motivos foram determinantes para o crescimento: o aumento na quantidade de agências de viagens novas que estão usando o meio de pagamento Valepay e o maior número de vendas das agências que já estão na base. 

“O setor de turismo está a todo vapor esse ano e isso ajuda aumentar o nosso faturamento”, explica Fonseca. A Valepay é um meio de pagamentos exclusivo para o setor de turismo. A empresa foi criada por três fundadores: Eduardo Camargo, com uma experiência de mais de 25 anos no segmento, o próprio Carlos Fonseca, com mais de 20 anos de atuação em TI (Tecnologia da Informação), finanças e e-commerce, e Murillo Rocha, que também possui um amplo conhecimento em TI.

“No início, a Valepay era apenas um meio de pagamento de cartão de crédito. Atualmente, trabalhamos com conta digital, produtos bancários e PIX cobrança. Logo teremos também o câmbio e o financiamento via boleto e pix”, afirma Fonseca.

Ele explica que o principal ramo do negócio se dá no campo do B2B (Business-to-Business Service - Serviço de Empresa para Empresa, em português). “O nosso propósito é facilitar a vida das agências de viagens e operadoras, oferecendo uma plataforma fácil de usar e com vários produtos e serviços dentro dela”, complementa.

O cofundador da Valepay explica que a fintech é um meio de pagamento: “As agências usam o nosso sistema para vender para os passageiros. Quando o cliente vai comprar da agência com o cartão de crédito, por exemplo, ao invés de usar uma maquininha comum, utiliza o ValePay”.

Segundo Fonseca, um dos diferenciais explorados pela empresa é o uso de termos que são mais utilizados para o setor de turismo. Além disso, a fintech conta com um antifraude com faceID, a fim de oferecer mais segurança aos clientes, assim como taxas competitivas.

Para mais informações, basta acessar: https://valepay.com.br/

Últimas