Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Taxista invade batalhão após ser assaltado por dupla na Serra

Segundo a Polícia Militar, o motorista foi encaminhado para o Hospital Jayme Santos Neves. Ele está entubado, em estado grave

Folha Vitória

Folha Vitória|Do R7

Folha Vitória
Folha Vitória Folha Vitória

Um taxista invadiu o 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM), localizado no bairro André Carloni, na Serra, após ser vítima de uma dupla de assaltantes, durante uma corrida na manhã desta segunda-feira (15). O motorista acabou baleado e foi socorrido por policiais militares para um hospital do município. 

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, os criminosos embarcaram em Carapina e o destino final seria o bairro Nova Rosa da Penha. Durante a corrida, os homens teriam ordenado para que o taxista realizasse um desvio em Jardim Carapina. 

>> Quer receber nossas notícias 100% gratuitas? Participe da nossa comunidade no WhatsApp ou entre no nosso canal do Telegram!

Neste momento, o motorista realizou um desvio, invadiu o 6º BPM e jogou o carro contra a cancela. No pátio da polícia, o taxista realizou um desvio e atingiu um carro prata estacionado. 

Publicidade

De acordo com o tenente-coronel César, comandante do 6º Batalhão, os dois tiros que atingiram o taxista foram efetuados de dentro do táxi. "O primeiro tiro atingiu o taxista, nas costas e o segundo atingiu o comparsa que estava no banco do carona", relatou o tenente-coronel. 

Os dois suspeitos, de 25 e 28 anos, foram socorridos pela equipe do Samu, que foi acionada pelos policiais militares. Com os assaltantes foi apreendia uma submetralhadora 9 mm de fabricação caseira, munição, uma faca e um pino de cocaína. Eles foram encaminhados para a Delegacia Regional da Serra. 

Publicidade

Em entrevista ao Cidade Alerta, jornal da TV Vitória/ Record TV, a esposa do homem, que não se identificou, narrou que a vítima está entubada, em estado grave, no Hospital Jayme Santos Neves, na Serra. 

"Ele ligou e disse que iria almoçar, estava com fome, mas pegou uma corrida muito boa, mas logo desligou. Fiquei desconfiada, ao terminar o almoço o telefone tocou novamente e um amigo dele avisou que ele sofreu um assalto", contou.

Publicidade

A esposa da vítima também ressalta o sentimento de tristeza e impunidade. "Temos o sentimento que trabalhador não tem valor, mais um pai de família que está em estado grave, quase morto, mas ele vai sair dessa", disse. 

*Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória/ Record TV 

LEIA TAMBÉM: VÍDEO | Veja como dupla rouba moto em menos de 2 minutos em Jardim Camburi

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.