Cidades 'O clima é de pânico', diz moradora de cidade que teve escolas atacadas por adolescente no Espírito Santo

'O clima é de pânico', diz moradora de cidade que teve escolas atacadas por adolescente no Espírito Santo

Disparos atingiram alunos e professores. Houve confirmação de duas mortes na escola Primo Bitti e um óbito no 2º colégio invadido

  • Cidades | Do R7

Ataque deixa feridos em escola de Aracruz (ES)

Ataque deixa feridos em escola de Aracruz (ES)

Reprodução/ Record TV

"O clima na cidade é de pânico", afirmou uma moradora em Aracruz, no Espírito Santo, nas redes sociais, sobre o ataque de um adolescente a duas escolas na manhã desta sexta-feira (25). 

Outras pessoas lamentaram o fato de que algo assim tenha ocorrido um dia depois de a população capixaba ter comemorado a vitória do Brasil na Copa do Mundo, com os dois gols marcados por Richarlison, que é capixaba.

"Em menos de 24 horas, o Espírito Santo foi do ápice da euforia por um feito gigantesco de um capixaba (Richarlison) a uma consternação sem igual devido ao ataque duplo a tiros em duas escolas da orla de Aracruz. Tragédia sem precedentes para o município e medo na cidade", afirmou um internauta.

O crime ocorreu por volta das 10h, no bairro Coqueiral. De acordo com informações do capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o atentado foi cometido por um aluno adolescente que estuda no período da tarde no colégio Primo Bitti.

Depois, em um veículo modelo Duster, de cor dourada, com placas encobertas, o adolescente seguiu para outro colégio. Na segunda escola particular, atingiu cinco pessoas, e uma morte foi confirmada no local.

A prefeitura do município capixaba realiza um monitoramento para encontrar o veículo utilizado no ataque. Um helicóptero da Polícia Militar auxilia nas buscas.

A Prefeitura de Aracruz faz monitoramento para buscar o veículo. O jovem, identificado pelas equipes, fugiu em direção à orla, segundo o capitão da PM. Os feridos foram levados a hospitais da região. Um helicóptero foi acionado para ajudar no atendimento.

Últimas